Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Protesto pede agilidade nas investigações do assassinato de professor em Belém

Francinei Monteiro foi encontrado morto dentro do apartamento onde morava no bairro da Pedreira, no último domingo.

 

Um grupo de de amigos e moradores do bairro da Pedreira, em Belém, fizeram um protesto nesta quarta (13) pedindo agilidade nas investigações, mais segurança e justiça, após o caso do professor Francinei Monteiro. Ele foi encontrado morto no último domingo no apartamento onde morava. Até então, ninguém foi preso.

A Polícia Civil informou que continua as investigações sobre o assassinato. As diligências são realizadas pela Divisão de Homicídios.

Francinei era professor das redes municipal e estadual, morava sozinho. Ele foi visto pela última vez na última semana, entrando acompanhado de um homem no condomínio onde morava.

Os vizinhos chamaram a Polícia após sentirem forte odor e avisaram a administração do prédio. Os documentos e o celular da vítima não foram encontrados no apartamento. O carro da vítima também foi levado.

Informações sobre o caso podem ser repassadas de forma anônima ao Disque Denúncia pelo 181.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE