Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Prefeitura de Juruti pede ao Governo do Pará fechamento de divisa com o Amazonas para não ter '''pico de mortes''' no município

Documento foi enviado no sábado 9 e mostra preocupação com cenário no estado vizinho. Juruti tem 93 mortes em decorrência da Covid-19.

 

Com o cenário se agravando no estado do Amazonas, que passa pela segunda onda da Covid-19, a Prefeitura de Juruti, no oeste paraense, enviou um pedido ao Governado do Pará para fechamento da divisa entre os dois estados para transporte de passageiros. O pedido foi enviado no sábado (9).

O boletim epidemilógico da Secretaria Municipal de Juruti apontou que até o dia 10 de janeiro foram registrados 2.726 casos confirmados da doença, sendo 2.594 recuperados, e 93 mortes em decorrência da Covid-19.

De acordo com a prefeita Lucidia Batista (MDB), ficaria autorizado apenas o transporte de cargas entre os estados.

"Sei que é uma medida impopular, mas não queremos ver um pico de mortes em Juruti", disse chefe do executivo em postagem nas redes sociais, mostrando a preocupação com a situação atual da pandemia.

No documento, a prefeitura pede ainda que sejam feitos reforços à Polícia Militar em relação ao contigente de mliatres e estrutura. Na saúde, foi solicitada o encaminhamento ao município dos cinco kits UTI Covid do estado que ficaram na guarda do Hospital 9 Abril.

Para conter o avanço do novo coronavírus em Juruti, o governo municipal adotou como medidas urgentes colocar equipes de saúde no porto hidroviário para controlar a entrada e saída de passageiros.

Uma tenda foi montada na área externa do Hospital Municipal para triagem de pacientes com suspeita da Covid-19. Na unidade hospitalar, há apenas um respirador porque a Mineradora Alcoa solicitou novamente o equipamento que havia deixado no hospital.

O G1 entrou em contato com o Governo do Pará e pediu esclarecimento sobre o pedido da prefeitura de Juruti, mas até a publicação desta reportagem não havia respondido.

Primeiro fechamento da Divisa

Em março de 2020, foi montada uma barreira de segurança em Juruti para cumprir o decreto estadual que suspendeu o transporte terrestre/marítimo/fluvial interestadual de passageiros.

A base foi instalada na Comunidade São José do Laguinho, região do Planalto Mamuru, na divisa do Pará com o Amazonas. O município amazonense mais próximo de Juruti é Parintins e muita gente tinha partido de lá pela estrada para entrar no Pará.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE