Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Mulher acusa falsamente filho de músico negro de roubar seu celular e é presa nos EUA

Miya Ponsetto acusou, perseguiu e atacou adolescente de 14 anos, filho do jazzista americano Keyon Harrold.

 

Miya Ponsetto, de 22 anos, foi presa nesta quinta (7) pelas polícias da Califórnia e de Nova York, após ter acusado falsamente um adolescente negro de 14 anos, filho do jazzista americano Keyon Harrold, de ter roubado seu celular.

Ponsetto perdeu o celular durante uma viagem a Nova York, no fim de dezembro, em um hotel de Manhattan. Quando percebeu que estava sem o aparelho, acusou o adolescente de tê-lo roubado. A jovem pediu que o adolescente lhe mostrasse seu celular, além de ter perseguido e atacado o menino e o pai.

O músico publicou um vídeo do incidente em sua conta no Instagram no dia 26 de dezembro. Nas imagens, Ponsetto aponta para o celular do menino e diz: "Este é meu iPhone, não vou deixá-lo sair com meu iPhone". A jovem chega a correr atrás dele, que é defendido pelo pai. Nas imagens, um funcionário do hotel também pede que o adolescente entregue seu celular.

"Este incidente seguiu por mais cinco minutos enquanto eu protegia meu filho dessa lunática. Ela me arranhou, o atacou e agarrou. Ele é uma criança! Olhem como o gerente a protege, ele a empoderou. Agora pensem no trauma que meu filho terá de carregar", escreveu o músico.

Depois de uma investigação conjunta entre as polícias de Nova York, onde acusação ocorreu, e da Califórnia, onde Ponsetto mora, ela foi presa em frente à sua casa. Segundo um porta-voz local, a jovem se recusou a parar o veículo quando ordenada pelas autoridades, ofereceu resistência à polícia e precisou ser retirada à força do veículo. De acordo com o porta-voz, ela será extraditada para Nova York para responder à investigação.

O advogado de Ponsetto, Sharon Ghatan, alegou que a cliente sofreu um ataque de ansiedade quando percebeu que estava sem o aparelho e a classificou como "emocionalmente instável".

O advogado também esclareceu que a cliente, na verdade, esqueceu o celular dentro de um carro de aplicativo. O motorista devolveu o celular poucos minutos após o incidente. "Ela perdeu a cabeça, está arrependida. Os pobres Harrolds tiveram que lidar com as consequências", disse o Ghatan.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE