Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

BA: varejo do estado deve deixar de faturar R$ 620 milhões em 2021

Segundo o consultor econômico da Fecomércio-BA, Guilherme Dietze, “a perda de faturamento se dá principalmente pela redução da compra por impulso”

 

Em 2021, o comércio varejista da Bahia deve deixar de faturar R$ 620 milhões nos 11 feriados previstos para o ano no estado. A projeção é da Fecomércio-BA. Segundo o consultor econômico da federação, Guilherme Dietze, “a perda de faturamento se dá principalmente pela redução da compra por impulso”.

O grupo denominado Outras Atividades deve ser o responsável pela maior baixa absoluta. O segmento deve deixar de faturar R$ 210 milhões. Este nicho é composto por venda de combustíveis para veículos, artigos esportivos, lojas de chocolates, entre outros.

MP sob análise do Senado reduz impactos tarifários com aporte de recursos na CDE

Quase 3,5 mil municípios recebem recursos para atenção primária à saúde

Os supermercados aparecem logo em seguida, com perda estimada de R$ 184 milhões. Os outros prejuízos são de atividades como farmácias e perfumarias, como expectativa de perda de R$ 96 milhões; móveis e decoração, como R$ 85 milhões e vestuário e calçados, com R$ 44 milhões.

 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE