Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Biden nomeia como procurador-geral juiz vetado por republicanos na Suprema Corte

Merrick Garland havia sido indicado à mais alta corte dos EUA no fim do governo de Barack Obama. Além dele, mais três nomes foram anunciados para a coordenação da pasta – todas mulheres.

 

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, escolheu o juiz Merrick Garland para ocupar o cargo de procurador-geral, que chefia o Departamento de Justiça. A equipe de transição de Biden anunciou a indicação em um comunicado publicado nesta quinta-feira (7).

No final da gestão do democrata Barack Obama, Garland chegou a ser indicado para ocupar uma vaga na Suprema Corte dos EUA, mas sua nomeação foi vetada pela maioria republicana no Senado, que defendeu que o direito de escolha fosse dado ao próximo presidente – neste caso, Donald Trump.

Merrick Garland, de 68 anos, é juiz da Corte de Apelações do Distrito de Columbia, onde fica a capital Washington.

Como advogado do Departamento de Justiça, ele foi o líder das investigações no atentado de Oklahoma, em 1995, que deixou cerca de 170 mortos após explosão – classificada como terrorismo doméstico – em um prédio no centro da capital do estado.

Além do procurador-geral, o escritório de Biden indicou os nomes de mais três membros do primeiro escalão da pasta, todas mulheres: Lisa Monaco como vice-procuradora-geral, Vanita Gupta como assessora especial da procuradoria e Kristen Clarke como assessora para a divisão de direitos civis.

"Nossos indicados do 1º escalão do Departamento de Justiça são, acima de tudo, qualificados, têm caráter e julgamento irrepreensíveis e dedicaram suas carreiras para servir o povo americano com honra e integridade", disse Biden em um comunicado.

A vice-presidente eleita, Kamala Harris, disse também em nota que o respeito ao Estado de Direito constitui a base da democracia dos EUA. O anúncio foi feito um dia depois que apoiadores pró-Trump invadiram o Capitólio – sede do legislativo – durante a contagem dos votos presidenciais.

"Frente aos danos que foram causados ??ao nosso Departamento de Justiça – e ao acerto de contas, há muito esperado, do nosso país sobre a justiça racial –, estes são os líderes certos para enfrentar este momento", disse Harris.

VÍDEOS mais vistos do G1

200 vídeos VÍDEO: Imagens mostram momento em que mulher é baleada em invasão ao Capitólio, nos EUA VÍDEO: Imagens mostram 'onda de lixo' na praia de São Conrado Parentes filmavam fogos quando menina foi atingida por bala perdida no Turano

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE