Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Ex-chefe de milícia da República Democrática do Congo é preso na França acusado de crimes de guerra

Roger Lumbala, que atualmente é parlamentar no país africano, chefiava grupo que cometeu estupros, torturas e canibalismo, além de massacre de civis, entre 2000 e 2003.

 

Roger Lumbala, parlamentar e ex-líder de uma milícia rebelde da República Democrática do Congo, está preso na França desde 29 de dezembro acusado de crimes de guerra, informou o jornal "Le Monde" nesta segunda-feira (4).

Lumbala, de 62 anos, está listado pela Organização das Nações Unidas (ONU) por participar de massacres de civis entre 2000 e 2003. Segundo o "Le Monde", a milícia liderada pelo guerrilheiro cometeu estupros, torturas, canibalismo e depredações.

Hoje um grupo político, a Associação Congolesa pela Democracia Nacional (RCD-N, na sigla em francês) liderada por Lumbala participou da Segunda Guerra do Congo entre 1998 e 2003. A facção participou do conflito com apoio de Uganda, país que se opunha ao governo constituído da República Democrática do Congo (ex-Zaire) nos confrontos.

A ação liderada por Lumbala foi mais intensa na região de Ituri, no nordeste do país, onde os crimes de guerra foram cometidos sobretudo contra integrantes das etnias Nande e Twa.

De acordo com o "Le Monde", Lumbala foi detido nas ruas de Paris após uma ordem do Escritório Central de Luta contra os Crimes contra a Humanidade. Não está claro o que ele fazia na França. O governo congolês não se pronunciou.

Veja os VÍDEOS mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

20 vídeos VÍDEO: Imagens mostram 'onda de lixo' na praia de São Conrado Parentes filmavam fogos quando menina foi atingida por bala perdida no Turano Vídeo mostra chuva com granizo em Bom Retiro

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE