Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Polícia russa prende suspeito de ser o assassino em série ‘Maníaco de Volga’

Homem teria matado 26 idosas, se passando por assistente social ou por funcionário de manutenção para entrar em suas casas. Ele estrangulava as vítimas com objetos que encontrava nos locais e roubava objetos de valor.

 

A polícia russa prendeu nesta terça-feira (1º) um homem suspeito de matar 26 mulheres idosas, às vezes se passando por assistente social ou por funcionário de manutenção para entrar em suas casas antes de estrangulá-las e roubar seus objetos de valor, disseram as autoridades.

A agência de notícias russa RIA e outras mídias estatais disseram que os investigadores acreditam que ele seja um assassino em série conhecido como o “Maníaco de Volga”, que atacou aposentadas que moravam sozinhas em 12 regiões diferentes entre 2011 e 2012, a maioria delas perto do rio Volga.

O Comitê de Investigação de crimes graves identificou o suspeito como um metalúrgico chamado Radik Tagirov, de 38 anos, que foi preso por roubo em 2009 e libertado em 2010. Seu advogado não foi localizado para comentar.

A agência disse ter amostras de DNA ligando o suspeito às mortes. Ele foi detido em um endereço na cidade de Kazan, acrescentou.

O Ministério de Assuntos Internos da Rússia divulgou a filmagem de um homem que disse ser o suspeito admitindo ter estrangulado mulheres, um método que ele descreveu como "silencioso, rápido e indolor para elas, eu pensei".

Não foi visto nenhum advogado no vídeo durante o interrogatório e o ministério não disse se o homem foi aconselhado a pedir um.

O assassino usava objetos próximos, como um cordão de roupão e um cabo de ferro para estrangular as vítimas, informou a RIA.

As autoridades ofereciam uma recompensa de até 3 milhões de rublos por informações sobre seu paradeiro e o procuravam há anos.

Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias

20 vídeos VÍDEO: Imagens mostram momento de tiroteio em Criciúma, SC Veja momento da tentativa de assalto a PM em São Paulo Doria anuncia que 100% do estado de SP volta para fase amarela

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE