Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Seminário Viva Palmares celebra 10 anos do Estatuto da Igualdade Racial no PA

Objetivo é analisar os desafios enfrentados pela população negra, no Brasil, em relação à garantia de direitos.

 

Nesta sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, a Universidade do Estado do Pará (Uepa) inicia o II Seminário Viva Palmares, com transmissão a partir das 17h, pela página do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros. O objetivo é analisar os desafios enfrentados pela população negra, no Brasil, em relação à garantia dos direitos estabelecidos pelos 10 anos do Estatuto da Igualdade Racial.

Segundo o coordenador do Núcleo, professor Aiala Colares, a segunda edição do evento também "busca debater a respeito das lutas antirracistas no país, principalmente em tempos de necropolítica de Estado, que atinge fortemente as populações afrodescendentes, como apontam os estudos do Atlas da Violência 2019".

A referida edição do Atlas mostra que, em um período de dez anos, de 2007 a 2017, a taxa de letalidade de negros no Brasil cresceu 33%. Uma avaliação apenas do ano de 2017 apresenta um índice com redução de 0,3% das mortes de não negros e um aumento de 7,2% de negros. Diante dos dados, movimentos antirracistas brasileiros evocam a Lei nº 12.288, de 20 de julho de 2010, conhecida como Estatuto da Igualdade Racial.

A discussão da violência, sobretudo contra as mulheres pretas, não se refere exclusivamente à violência física. Na programação do II Seminário Viva Palmares, a Mesa intitulada Racismo cotidiano: a mulher na luta antirracista, uma das palestrantes, professora Helena Rocha, do Instituto Federal do Pará (IFPA), enfatiza também a violência simbólica, "que é mais acentuada contra a mulher negra".

Serviço

II Seminário Viva Palmares: 10 anos do Estatuto da Igualdade Racial
Data: 18, 19 e 20/11/2020
Hora: 17h às 19h
Links da transmissão on-line

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE