Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Egito anuncia descoberta de mais de 100 sarcófagos com cerca de 2,5 mil anos; FOTOS

Foi a maior descoberta deste ano no sítio arqueológico de Saqqara; outras 40 estátuas foram encontradas.

 

O Egito exibiu neste sábado (14) mais de 100 sarcófagos, alguns com múmias dentro, a maior descoberta deste ano no sítio arqueológico de Saqqara. Outras 40 estátuas foram encontradas.

Os sarcófagos e as estátuas foram enterrados há mais de 2.500 anos. Eles foram encontrados em três poços, a uma profundidade de 12 metros da extensa necrópole.

Os sarcófagos e as estátuas foram enterrados há mais de 2.500 anos — Foto: Mohamed Abd El Ghany

Os arqueólogos mostraram uma múmia bem preservada envolta em um pano dentro de um dos caixões.

Os caixões estavam selados, finamente pintados e bem preservados e eram de qualidade superior aos achados anteriores, disse o secretário-geral do conselho supremo de antiguidades, Mostafa Waziri, sugerindo que pertenciam a famílias de escalão superior.

O ministro do Turismo e Antiguidades, Khaled el-Anany, disse em entrevista coletiva que os itens descobertos datam da dinastia ptolomaica, que governou o Egito por volta de 320 a.C. até cerca de 30 a.C. e o período tardio (664-332 a.C.).

"Saqqara ainda não revelou todo o seu tesouro. As escavações ainda estão em andamento. Sempre que esvaziamos o poço de um cemitério de sarcófagos encontramos uma entrada para outro", disse el-Anany.

Sarcófagos descobertos datam da dinastia ptolomaica — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

O sítio de Saqqara é uma vasta necrópole – espécie de cemitério antigo – que abriga a famosa pirâmide de Djoser, a primeira da era faraônica e uma das obras mais antigas do mundo.

A descoberta aconteceu pouco mais de um mês depois que os arqueólogos da área encontraram 59 caixões de madeira bem preservados e lacrados, também datados de mais de 2.500 anos atrás.

Desde setembro, autoridades revelaram pelo menos 140 sarcófagos selados, com múmias dentro da maioria deles, na mesma área de Saqqara, a cerca de 25 km das Pirâmides de Gizé.

Khaled disse que os achados serão levados para museus do Cairo, incluindo o Grande Museu Egípcio que o Egito está construindo perto das Pirâmides de Gizé.

Saqqara faz parte da necrópole da antiga capital do Egito, Memphis, que inclui as famosas Pirâmides de Gizé, bem como pirâmides menores em Abu Sir, Dahshur e Abu Ruwaysh.

As ruínas de Memphis foram declaradas Patrimônio Mundial da Unesco na década de 1970.

Caixões estavam selados, finamente pintados e bem preservados — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Sarcófagos serão levados para museus no Cairo — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Outras 40 estátuas foram encontradas em Saqqara — Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE