Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Você viu? Eleições 2020, Amapá no escuro, recorde de casos de Covid no mundo, testes da CoronaVac e transição nos EUA

Leia seleção de reportagens publicadas no G1 com as notícias de 9 a 13 de novembro.

 

Eleição na pandemia: máscara, álcool em gel e distância: veja como votar com segurança neste domingo (15). G1 vai publicar textos com o resultado do pleito em cada uma das 5.568 cidades do Brasil. Após retomada dos testes, Anvisa volta a negar interferência política na suspensão da CoronaVac. Alemanha, Itália e Rússia registram recorde de novos casos de Covid. Nos EUA, Nova York anuncia restrições para restaurantes, bares e academias. Casa Branca: Trump ignora vitória de Biden e diz que “tempo dirá” quem estará à frente do país. Racionamento de energia no Amapá pode seguir até 26 de novembro, diz companhia elétrica. Em meio à crise do apagão, TSE confirma adiamento das eleições em Macapá. Cientistas dão um novo passo rumo a decifrar um dos sinais mais enigmáticos do universo.

?? Eleições municipais 2020

— Foto: Heloise Hamada/G1

Em uma iniciativa inédita, o G1 vai publicar textos com o resultado da eleição em cada uma das 5.568 cidades do Brasil. Isso será possível graças a um modelo de automação que se utiliza de inteligência artificial ,criado em conjunto com a área de Tecnologia da Globo, e que vai permitir que sejam registrados, em formato de reportagem, os prefeitos eleitos ou as disputas que irão ao 2º turno. Todos os textos serão revisados por um jornalista (e complementados, caso necessário) antes de serem publicados.

Este ano, as seções eleitorais estarão abertas das 7h às 17h nos dias do primeiro e do segundo turno, marcados para este domingo (15) e 29 de novembro, respectivamente. E as três primeiras horas serão preferenciais para as pessoas com mais de 60 anos. Veja o que levar no dia da eleição.

  • Cola eleitoral: imprima e preencha com os dados de seus candidatos
  • Confira as últimas pesquisas de intenção de voto para prefeito
  • JOGO ELEITORAL: descubra qual candidato tem mais a ver com você
  • QUEM EU ESCOLHO? Pesquise e encontre o seu candidato a vereador
  • Fato ou Fake lança bot exclusivo para checar conteúdos duvidosos
  • Barroso diz que houve 'nível mínimo' de fake news nas campanhas
  • WEBSTORIES: passo a passo para votar com segurança

Eleições da paz?
Eleitores relatam menos brigas em grupos de família do WhatsApp nas eleições municipais deste ano do que em 2018, na disputa presidencial.

Crise do apagão no Amapá

Moradores da capital do Amapá, em Macapá, fazem protestos — Foto: Maksuel Martins/Estadão Conteúdo

Protestos em todo o estado, rodízio de energia e adiamento das eleições marcam a crise energética que se arrasta no Amapá desde o início do mês e deve continuar por mais 2 semanas. O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), responsável por monitorar o fornecimento de energia em todo o Brasil, abriu uma investigação com prazo de 30 dias para apurar as causas e responsabilidades. Ainda estão sendo feitas investigações no âmbito da Polícia Civil, na Polícia Federal e na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O TCU também fará uma auditoria.

Relembre o caso: Na noite de terça-feira (3), enquanto ocorria uma tempestade em Macapá, uma explosão seguida de chamas altas comprometeu três transformadores na mais importante subestação do estado. Na quarta-feira (11), um laudo ainda preliminar descartou que um raio tenha causado o incêndio que provocou o apagão.

Manifestantes no Centro de Macapá reclamam de apagão e de falhas em rodízio de energia no Amapá - Caio Coutinho/G1 — Foto: Caio Coutinho/G1

A falta de luz afetou os serviços de internet e de telefonia, caixas eletrônicos e máquinas de cartão, bombas de postos de gasolina e o sistema hidráulico do estado. A Justiça bloqueou R$ 50 milhões em bens da concessionária que opera a subestação para reparação de danos aos consumidores. Em meio à crise, o TSE confirmou o adiamento das eleições em Macapá. As novas datas do pleito na capital amapaense não foram definidas, mas a decisão de quinta-feira (12) estabelece que o processo eleitoral na cidade deverá ocorrer ainda em 2020.

  • Apagão agrava violência e pandemia no estado; ouça O ASSUNTO ??
  • VALOR: Governo sabia há 2 anos de riscos de apagão, mostram documentos
  • Justiça determina 2 meses de auxílio emergencial a famílias carentes no Amapá

Covid no mundo

Alemanha, Itália, Rússia, Indonésia e Japão registraram recordes de novas infecções de Covid na sexta-feira (13). Em meio ao avanço da segunda onda de contágio na Europa, a Itália se tornou, na quarta-feira (11), o 10º país do mundo a ultrapassar 1 milhão de casos da doença. Os Estados Unidos também enfrentam uma explosão do vírus. O estado de Nova York anunciou novas restrições para restaurantes, bares e academias.

  • Internações hospitalares por Covid-19 na França superam as da primeira onda
  • 7 coisas que o Brasil deveria fazer para controlar segunda onda de Covid-19

Pandemia no Brasil

Bolsonaro diz que Brasil tem que deixar de ser um 'país de maricas

Bolsonaro diz que Brasil tem que deixar de ser um 'país de maricas'

Durante discurso no Palácio do Planalto, em cerimônia de lançamento de um programa de turismo, na terça-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil tem que "deixar de ser um país de maricas" e enfrentar a pandemia de Covid-19 de "peito aberto". Bolsonaro disse lamentar os mortos e voltou a afirmar que o destino de qualquer um é a morte. Brasil ultrapassa 164,5 mil óbitos pela doença.

Cidade de MG é a única do país que segue sem casos confirmados de Covid

Vacina

CoronaVac é a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan — Foto: Reprodução/GloboNews

Após a autorização da Anvisa para a retomada dos testes da vacina chinesa CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac, o Instituto Butantan, responsável pela aplicação das doses no Brasil, anunciou o retorno imediato dos estudos. A Agência afirmou ao Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira (11), que agiu de "forma isonômica, imparcial" ao suspender os ensaios clínicos do imunizante contra a Covid-19.

Entenda o caso: no Brasil, na segunda (9), os testes foram suspensos, gerando um clima de tensão e críticas. Na terça (10), o comitê internacional independente de segurança informou que não via motivos para a suspensão. O laboratório chinês e o Butantan declararam que o "evento adverso grave", a morte de um dos voluntários dos testes, citado pela Anvisa, nada tinha a ver com a CoronaVac.

Laudo
Na quinta-feira (12), um laudo do IML confirmou que a causa da morte do participante foi por uma combinação de medicamentos que não têm relação com a vacina. Foi uma intoxicação aguda por agentes químicos. A polícia apontou suicídio.

  • Anvisa volta a negar interferência política na suspensão da CoronaVac
  • 'Mais uma que Jair Bolsonaro ganha', disse presidente sobre suspensão de testes
  • Ataque de Bolsonaro a vacina anti-Covid desenvolvida em São Paulo gera reações
  • Vacina da Pfizer e BioNTech contra Covid é mais de 90% eficaz, aponta análise preliminar de estudos da fase 3
  • Rússia diz que vacina contra Covid Sputnik V é 92% eficaz

Palavra do ano ??

Em tempos de pandemia, "lockdown" foi eleita a palavra do ano de 2020 pelo grupo que publica o dicionário Collins. O termo, utilizado mais de 250 mil vezes este ano, contra apenas 4 mil usos no ano passado, significa a medida mais restritiva estabelecida por vários governos ao redor do mundo para limitar a disseminação do novo coronavírus. A palavra em inglês também foi adotada no Brasil, e pode ser traduzida por "confinamento".

Eleição nos EUA

— Foto: GETTY IMAGES via BBC

Autoridades eleitorais dos Estados Unidos não encontraram indícios de fraude na vitória do democrata Joe Biden, apontou um levantamento feito pelo jornal "The New York Times" e publicado na quarta-feira (11). Um dia depois, um comunicado oficial — divulgado por altos funcionários da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura, órgão ligado ao Departamento de Segurança Interna, que integra o próprio governo dos EUA — afirmou que a eleição presidencial de 2020 foi "a mais segura da história americana".

Contrariado, o presidente Donald Trump, candidato republicano que não aceita a derrota na tentativa da reeleição e insiste que houve fraude no país, demitiu dois dirigentes do departamento, revelou uma reportagem do jornal "The Washington Post" na sexta-feira (13).

"Não há evidências de que qualquer sistema de votação excluiu ou perdeu votos, alterou votos ou foi de alguma forma comprometido", disse o comunicado.

  • Trump ignora vitória de Biden e diz que 'tempo dirá' qual governo estará à frente dos EUA
  • Homem que alegava fraude em eleições nos EUA admite que forjou denúncia
  • Twitter diz ter marcado 300 mil mensagens 'enganosas' sobre eleições nos EUA
  • Biden também leva Geórgia e vence Trump por 306 votos a 232 no colégio eleitoral

Transição na Casa Branca

— Foto: Jonathan Ernst/Reuters

Joe Biden criou uma força-tarefa contra a Covid, que terá uma brasileira. Em discurso na segunda (9), o presidente eleito defendeu o uso de máscara e afirmou que uma possível vacina será gratuita nos Estados Unidos.

"Eu serei o presidente de todos os americanos, esta eleição acabou", disse ele, ao afirmar que é preciso ter união para derrotar o vírus.

O democrata também afirmou que a equipe já começou a transição para que ele tome posse no dia 20 de janeiro. "Nada vai interromper isso", declarou.

  • China parabeniza Biden pela vitória nas eleições dos EUA
  • Boris Johnson elogia telefonema a Joe Biden: 'Foi como voltar ao que estávamos acostumados'

Reação no Brasil


O vice-presidente Hamilton Mourão disse que é "figura de retórica" a defesa feita pelo presidente Jair Bolsonaro de uso de "pólvora" quando a diplomacia e a "saliva" não são suficientes para lidar com ameaças de sanções comerciais ao país devido às queimadas e ao desmatamento da Amazônia. A afirmação de Bolsonaro faz referência a uma declaração do presidente eleito dos EUA, Joe Biden.

  • Biden pode pressionar Brasil a adotar políticas mais firmes para proteger a Amazônia, dizem especialistas
  • Após Bolsonaro falar em 'pólvora', embaixador americano exalta o poderio militar dos EUA
  • Comandante diz que Exército não é 'instituição de governo' nem tem partido
  • Valdo Cruz: Pujol tornou pública a insatisfação de militares com uso político das Forças Armadas por Bolsonaro
  • Mourão diz que vitória de Joe Biden 'está cada vez mais sendo irreversível'

América do Sul

Pedro Pablo Kuczynski (esq.), Martín Vízcarra (cen.) e Manuel Merino (dir.), montagem dos três presidentes do Peru desde 2016 — Foto: Reuters/AFP/G1

Peru
O presidente do Congresso peruano, Manuel Merino, assumiu a presidência do Peru na terça-feira (10), após o impeachment de Martín Vizcarra por "incapacidade moral", denunciado por receber propinas quando era governador em 2014. Merino se tornou o 3º presidente a tomar posse no país em apenas 4 anos e assume o comando do governo até as eleições de 2021, quando termina o mandato iniciado por Pedro Pablo Kuczynski, em 2016. Kuczynski renunciou em 2018 em meio a uma crise depois da denúncia de uma suposta compra de votos de seus aliados no parlamento.

Bolívia
O ex-presidente da Bolívia Evo Morales retornou ao seu país um ano depois de tê-lo deixado, após sua renúncia forçada. Na segunda-feira (9), ele atravessou a fronteira da Argentina, onde esteve refugiado, e foi recebido por uma multidão na cidade de Villazón. Evo voltou a pisar na Bolívia um dia depois da posse de Luis Arce, que foi seu ministro da Economia, como presidente.

  • E mais: Argentina legaliza cultivo de maconha medicinal para consumo próprio

Economia ??

Guedes: se houver 2ª onda de Covid-19, prorrogação do auxílio será 'uma certeza

Guedes: se houver 2ª onda de Covid-19, prorrogação do auxílio será 'uma certeza'

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse, na quinta-feira (12), que, se houver uma segunda onda de casos de Covid-19 no país, a prorrogação dos pagamentos do auxílio emergencial será "uma certeza".

  • Vendas do varejo crescem pelo 5º mês seguido, mas desaceleram em setembro
  • Setor de serviços tem 4ª alta seguida, mas segue abaixo do nível pré-pandemia
  • 'Prévia' do PIB do BC aponta alta de 9,47% no terceiro trimestre e saída da recessão
  • Brasil é o 9º país com maior desigualdade do mundo

Meio ambiente

Animais foram afetados por incêndios no Pantanal de MT — Foto: Sesc Pantanal

Na quinta-feira, 12 de novembro, foi celebrado o Dia Nacional do Pantanal. Mas não há motivos para comemorar. Segundo o Inpe, o ano de 2020 é o pior da história do bioma em número de queimadas.

  • Luta contra os incêndios no Pantanal vira documentário em MT
  • Amazônia: governo quer controlar ONGs e permitir as que atendam a 'interesses nacionais', diz jornal
  • Área sob alerta de desmatamento na Amazônia é a maior para outubro

Crimes ambientais
Uma proposta do Conselho Nacional da Amazônia Legal, presidido pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão, foi duramente criticada pelo presidente Jair Bolsonaro na quinta-feira (12). A ideia em estudo envolve a expropriação de áreas com desmatamento e queimadas ilegais.

"Se alguém levantar isso aí, eu simplesmente demito do governo, a não ser que essa pessoa seja 'indemissível"', disse Bolsonaro.

Tecnologia

Pesquisadores de Piracicaba desenvolvem ingredientes para impressão 3D de alimentos

Pesquisadores de Piracicaba desenvolvem ingredientes para impressão 3D de alimentos

Como será a refeição do futuro? Pesquisadores de Piracicaba (SP) e da França trabalham no desenvolvimento de novos ingredientes para a impressão 3D de alimentos. A tecnologia já permite imprimir produtos como chocolates, pudins e macarrão em poucos minutos, e, segundo integrantes do projeto, ela não vai demorar para chegar até o consumidor.

  • China coloca em órbita o primeiro satélite com tecnologia 6G do mundo
  • União Europeia acusa Amazon de usar dados para obter vantagem indevida sobre seus parceiros
  • WhatsApp entra com ação contra empresas por envio de mensagens em massa
  • Governo americano recorre de decisão que impede proibição do TikTok
  • 'Fiquei em choque', diz adolescente de BH que ganhou prêmio de R$ 130 mil após ajudar a corrigir falha no Instagram

Espaço ??

O telescópio Chime observa o céu na província canadense de British Columbia — Foto: Andre Renard/Chime Collaboration

Cientistas deram um novo passo rumo a decifrar um dos sinais mais enigmáticos do universo. Foi possível, pela primeira vez, rastrear uma rajada curta e brilhante de ondas de rádio em nossa galáxia até uma fonte específica: um tipo de estrela morta altamente magnetizada, conhecida como magnetar (ou magnetoestrela). A descoberta foi feita por dois conjuntos de radiotelescópios independentes na América do Norte.

  • Conheça o planeta onde chove pedra e os ventos são supersônicos

?? Viralizou: os bichinhos que roubaram a cena ??

Ganso na coleira chama a atenção nas ruas de São Gonçalo

Ganso na coleira chama a atenção nas ruas de São Gonçalo

  • Dona de Gianecchini, ganso de vídeo que viralizou, conta que o 'pet' anda de coleira e convive bem com humanos
  • Godzilla? VÍDEO: jacaré gigante atravessa campo de golfe na Flórida, nos EUA
  • 'Ele não ficou assustado', diz mãe de menino de 4 anos que encontrou jararaca dentro do carro em MG
  • Conheça Nugget, galinha que anda de coleira e curte passeios de moto no DF: 'Personalidade forte', diz dono

Confira outras notícias que repercutiram na semana:

Miguel Nicolelis fala sobre bailarina com Alzheimer que despertou com a música

Miguel Nicolelis fala sobre bailarina com Alzheimer que despertou com a música

  • Vídeo de ex-bailarina com Alzheimer mostra resiliência da mente humana, diz neurocientista Miguel Nicolelis
  • Gêmeas dão à luz com 90 minutos de diferença no dia do aniversário
  • Vanusa: famosos lamentam a morte da cantora
  • Paulo Cupertino passou por 7 cidades e se escondeu em sítio do MS após matar ator Rafael Miguel e pais dele e fugir de SP; veja fotos
  • Frederick Wassef é alvo de queixa por injúria racial contra funcionária de pizzaria no DF

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE