Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Cidades

RN: Secretaria do estado orienta unidades de saúde a investigarem possíveis casos de reinfecção por Covid-19

Apesar de não haver registros de reinfecção no estado, a Secretaria quer sensibilizar unidades de saúde para observarem sintomas gripais após 60 dias do primeiro resultado positivo da doença

 

A Secretaria de estado de Saúde Pública do Rio Grande do Norte solicitou, por meio de nota técnica, que as unidades de saúde acompanhem pacientes com Covid-19 por tempo prolongado. A ideia é investigar possíveis casos de reaparecimento de sintomas após 60 dias do resultado positivo para o novo coronavírus.

De acordo com a vigilância epidemiológica da Secretaria, a preocupação do estado é com os casos de reinfecção da Covid-19, apesar de ainda não haver registros desse tipo. O acompanhamento se deve por conta de experiências em outras partes do mundo, que já registraram casos de reinfecção.

Camex zera imposto de importação para lista de materiais hospitalares

Governo Federal divulga balanço do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste emergencial

Postos de vacinação seguirão medidas de segurança contra a Covid-19

A nota técnica, segundo o órgão, tem o objetivo de sensibilizar a rede de saúde para captação desses possíveis casos, definindo os procedimentos necessários para investigação. Os laboratórios públicos e privados não estão autorizados a descartar amostras positivas para SARS-CoV2, devendo o seu armazenamento, neste momento, ser realizado por prazo indeterminado.

A orientação é de que devem ser investigados os casos de pacientes que apresentem sintomas de síndrome gripal ou síndrome respiratória aguda grave após 60 dias dos primeiros sinais e sintomas confirmados para o novo coronavírus, por meio do resultado de RT-PCR positivo.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, já foram registrados quase 80 mil casos confirmados para Covid-19 até o início dessa semana (20). Até o momento, pouco mais de 2,5 mil pessoas morreram no estado em decorrência da doença.
 

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE