Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Eleição nos EUA: Quando sai o resultado? Pode haver atrasos?

Apuração dos votos por correio pode atrasar proclamação do resultado. Se a corrida entre Biden e Trump terminar muito apertada, e se houver recontagens, é possível que demore semanas até que se conheça o próximo presidente dos EUA.

 

As eleições presidenciais dos Estados Unidos estão marcadas para 3 de novembro, uma terça-feira. É nessa data que milhões de eleitores americanos comparecerão às urnas para decidir se o republicano Donald Trump permanece no cargo ou se ele deve dar lugar ao democrata Joe Biden.

O dia em que será anunciado o vencedor das eleições americanas, porém, ainda é incerto. Diferentemente de 2016, quando Trump foi confirmado vitorioso já na madrugada seguinte ao dia da votação, é esperado que a apuração dos votos neste ano demore mais por causa dos eleitores que enviaram as cédulas por correio.

Com a pandemia, milhões de eleitores votaram por correio — em números jamais vistos em eleições americanas anteriores.

Entenda mais abaixo porque pode haver demora para sair o resultado das eleições dos EUA em 2020

Por que os votos por correio podem atrasar a apuração?

Caixas com milhões de votos enviados por correio na Califórnia para as eleições presidenciais dos EUA, em foto de 5 de outubro — Foto: Mike Blake/Reuters

Porque alguns estados só começam a contar os votos que chegam por correspondência após o fechamento das urnas. Como é preciso validar a autenticidade da cédula e, em 2020, houve aumento nessa modalidade de votação, a demora já está prevista para a maioria dos analistas eleitorais americanos.

E isso pode ser especialmente sensível dado que dois dos estados considerados campos de batalha na corrida pelos 270 delegados no Colégio Eleitoral só começam a contar os votos por correio depois do dia da votação: Pensilvânia e Wisconsin.

Pessoa coloca carta em caixa do Serviço Postal dos EUA em Filadélfia, nesta sexta-feira (14) — Foto: Rachel Wisniewski/Reuters

Nessas duas unidades federativas, Trump venceu Hillary Clinton em 2016 e encerrou anos de hegemonia democrata. Há expectativa para saber se Biden vai reverter essa vitória republicana ou se o atual presidente vai manter seu eleitorado tão necessário para permanecer na Casa Branca.

Como mais eleitores democratas pediram para votar por correio, a maior rapidez para apurar as cédulas depositadas no dia 3 — a data marcada para a eleição — pode fazer parecer que Trump está na frente nesses dois estados na noite da votação. Até que o resultado seja confirmado, porém, deve demorar mais tempo.

Saiba mais no VÍDEO abaixo

Votação pelo correio deve dificultar apuração do resultado da eleição americana

Votação pelo correio deve dificultar apuração do resultado da eleição americana

Há previsão de quanto tempo isso vai durar?

Não, e o tempo até que seja declarado o vencedor dependerá também da margem da vitória. Uma conquista acachapante nos estados pode fazer um dos lados conceder a derrota logo no primeiro dia de apuração.

Porém, se a corrida for mais apertada, envolvendo até recontagem dos votos em determinados estados, a apuração pode levar semanas, inclusive com intervenção da Suprema Corte.

Foi o que aconteceu em 2000, quando uma situação de quase empate entre George W. Bush e Al Gore na Flórida — estado que definiria quem ganharia aquela eleição — gerou uma demora muito acima do normal até que o republicano, enfim, fosse declarado vencedor.

Quando será a votação no Colégio Eleitoral? Pode haver mudanças?

A Casa Branca, em Washington, no dia 5 de fevereiro de 2020. — Foto: Manuel Balce Ceneta/AP

Os delegados de cada unidade federativa que compõem o Colégio Eleitoral devem se reunir em 14 de dezembro para oficializar o nome do vencedor. Na teoria, a decisão sobre o novo presidente ocorre nesse dia, mas na prática o evento serve apenas como formalidade: os votos já terão sido atribuídos nas eleições de novembro e poucos estados permitem que um delegado não siga a decisão dos eleitores do estado.

Como funciona a eleição presidencial nos Estados Unidos

Como funciona a eleição presidencial nos Estados Unidos

Em 2016, políticos que não eram candidatos, como o republicano John Kasich e o democrata Colin Powell, receberam votos. Geralmente, isso é feito como forma de protesto em uma eleição já decidida por uma larga margem — caso de Trump em 2016, vitorioso com 304 votos no Colégio Eleitoral.

VÍDEOS: Eleições nos EUA 2020

20 vídeos Rumo à Casa Branca: Direito ao voto Twitter muda regras de compartilhamento após críticas por bloquear artigo contra Joe Biden Trump e Biden participam de debates em diferentes emissoras de TV dos EUA

ELEIÇÕES NOS EUA 2020

  • Veja o calendário eleitoral

  • Como funciona a eleição

  • Trump x Biden

  • Polêmica dos votos por correio

  • Primeiro debate entre Biden e Trump

  • Debate entre Kamala Harris e Mike Pence

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE