Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

França anuncia toque de recolher nas maiores cidades para conter 2ª onda do coronavírus

Emmanuel Macron disse que não pretende impor um novo lockdown, mas declarou estado de urgência e toque de recolher por quatro semanas. Multa para quem descumprir passa de R$ 880.

 

O presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta quarta-feira (14) que Paris e outras grandes cidades francesas ficarão sob toque de recolher por quatro semanas para conter a segunda onda do novo coronavírus.

  • Países europeus impõem mais medidas para tentar conter nova onda de infecções de coronavírus
  • Portugal entra em situação de calamidade devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na Europa

Oito regiões metropolitanas, incluindo a da capital Paris, terão o toque de recolher todos os dias a partir de sábado (17), com duração das 21h às 6h. A medida faz parte do estado de urgência anunciado para todo o país.

Quem desrespeitar o toque de recolher poderá pagar uma multa de 135 euros (R$ 887, na cotação atual), disse Macron em entrevista a uma emissora francesa. "Eu creio na responsabilidade de cada cidadão, mas, evidentemente, haverá controles", afirmou.

O toque de recolher valerá para as seguintes regiões metropolitanas:

  • Grenoble
  • Lille
  • Lyon
  • Aix-Marseille
  • Montpellier
  • Rouen
  • Saint-Etienne
  • Toulouse
  • Île-de-France, que inclui Paris

Macron disse que não pretende impor novo lockdown e recomendou às pessoas que adotem uma regra de se reunir com, no máximo, seis pessoas — o presidente frisou que não se trata de uma norma, apenas uma recomendação.

"Tentaremos, quando convidar os amigos, não sermos mais do que seis sentados à mesa", afirmou Macron.

2ª onda na França

A França registra cerca de 820 mil casos de Covid-19 desde o início da pandemia, mas o número de novos registros da doença dispararam nos últimos dias: só na segunda-feira, mais de 43 mil casos foram confirmados. Isso dá quase o dobro do pico visto na primeira onda, em abril.

O número de mortes, porém, não acompanha o mesmo ritmo de alta e ainda mantém patamares bem abaixo da onda vista entre março e abril. No total, o coronavírus matou mais de 33 mil pessoas desde o começo da pandemia na França.

20 vídeos Primeira vacina contra Covid-19 testada em humanos apresenta resultado positivo nos EUA Vacina contra o novo coronavírus testada em humanos tem resultado promissor Primeiros resultados da vacina de Oxford contra a Covid-19 mostram sucesso

CORONAVÍRUS

  • VÍDEOS: Coronavírus: perguntas e respostas

  • VACINA: testes estão em andamento pelo mundo; SIGA as novidades

  • Manual das máscaras: como fazer, como usar e a importância do uso

  • Como se prevenir do coronavírus?

  • Saiba quais os sintomas do coronavírus e quando procurar um médico

  • Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE