Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Kim Jong-un promete milhares de novas casas na Coreia do Norte após passagem de tufão

Ditador norte-coreano pretende construir 25 mil novas casas. Passagem de tufão intensificou crise vivida no país.

 

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, prometeu ajudar na recuperação das áreas atingidas por um tufão e construir pelo menos 25 mil casas nos próximos cinco anos, informou a mídia estatal na quarta-feira (14) (horário local).

Ao visitar uma das regiões mais afetadas da Coreia do Norte, Kim expressou pesar pelas casas onde pessoas moravam há mais de 50 anos, e pediu aos militares que lancem um projeto de construção ambicioso, segundo a KCNA.

Região danificada por tufão na Coreia do Norte, em foto divulgada pela agência estatal KCNA nesta terça-feira (13) — Foto: KCNA via Reuters

A visita aconteceu depois que Kim apareceu se emocionando no fim de semana ao agradecer aos cidadãos pelos sacrifícios, na demonstração mais notável de como ele está apostando na sua personalidade para enfrentar a crise cada vez mais profunda no país. Reveja no VÍDEO abaixo.

Kim Jong-un se emociona ao discursar na Coreia do Norte

Kim Jong-un se emociona ao discursar na Coreia do Norte

Os militares alcançaram um nível de construção de 60% para pelo menos 2.300 casas na área de Komdok, na província de Hamgyong Sul, a nordeste da capital Pyongyang, informou a mídia estatal.

Kim disse que agora novas casas são construídas apenas quando as antigas forem destruídas por desastres naturais, e pediu uma "revolução" nos planos de edificação, começando com a construção de 25 mil casas durante o projeto de cinco anos, previsto para ser divulgado em janeiro.

Novo plano contra crise econômica

Foto da KCNA divulgada nesta terça-feira (13) mostra Kim Jong-un visitando área afetada por tufão em Hamgyong Sul — Foto: KCNA via Reuters

Na semana passada, Kim pediu a seu país para embarcar em uma campanha de 80 dias para atingir metas econômicas antes de um congresso em janeiro para decidir o novo plano de cinco anos.

A Coreia do Norte teve um ano difícil por causa do impacto das medidas de combate ao coronavírus, de sanções internacionais e vários tufões que atingiram o país.

Como parte da campanha, os norte-coreanos vão prorrogar jornadas de trabalho e assumir tarefas extras. Esse tipo de ação é comum antes de datas importantes.

Veja os VÍDEOS mais assistidos do G1

20 vídeos Vídeo mostra vendedor momentos antes de ser atingido por botijão em Copacabana, no Rio Com relâmpagos, temporal escurece pontos de SP e deixa capital em estado de atenção Polícia Militar de SC faz resgate de alpinistas presos em cânion

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE