Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Mulheres voltam às ruas em Belarus

Onda inédita de protestos no país começou em 9 de agosto, após Alexander Lukashenko ter sido reeleito pela 6ª vez em uma eleição considerada fraudulenta pela oposição.

 

Centenas de mulheres voltaram a se reunir neste sábado (12) no centro de Minsk, capital de Belarus, para protestar contra o governo de Alexander Lukashenko. Uma testemunha relatou à agência Reuters ter visto pelo menos seis pessoas serem detidas.

A onda inédita de protestos no país começou em 9 de agosto, após o mandatário ter sido reeleito pela 6ª vez, em uma eleição considerada fraudulenta pela oposição.

Inicialmente, as mulheres eram relativamente poupadas pelas forças de segurança, mas, com o tempo, passaram a também ser alvo de agentes mascarados.

Mulheres saem em marcha em mais uma manifestação em Belarus

Mulheres saem em marcha em mais uma manifestação em Belarus

Oposição

Os protestos acontecem em uma semana em que duas importantes lideranças da oposição foram presas pelo regime: o advogado Maxim Znak e a ativista Maria Kolésnikova. Ambos fazem parte do “Conselho de Coordenação”, criado para preparar o caminho para uma transição política no país após a contestada reeleição. Até momento, Lukashenko se recusa a dialogar.

  • 'Mudança social já ocorreu, governo Lukashenko apenas resiste ao inevitável', avalia embaixador brasileiro em Belarus

Crise em Belarus — Foto: Juliane Monteiro/ G1

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE