Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Devastação por incêndios na Califórnia bate recorde neste ano

Mais de 800 mil hectares foram devastados pelo fogo no estado da Califórnia, nos EUA. A temporada de incêndios ainda não acabou.

 

A devastação por incêndios no estado da Califórnia, nos Estados Unidos, alcançou um recorde neste ano: foram mais de 800 mil hectares destruídos, de acordo com o Departamento de Bombeiros.

  • Mais de 200 pessoas são resgatadas por helicóptero após incêndio em reserva natural na Califórnia
  • Onda de calor dificulta combate aos incêndios florestais na Califórnia
  • Chá de revelação causou um dos incêndios na Califórnia, dizem bombeiros

Pela primeira vez em mais de 33 anos, a área atingida ultrapassou a marca de dois milhões de hectares (o equivalente a 809 mil hectares).

"É definitivamente um recorde, e ainda não nos aproximamos do fim da temporada de incêndios", disse Lynne Tolmachoff, porta-voz do Departamento Florestal e de Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire).

Quase 15 mil bombeiros tentam combater focos de incêndios florestais na Califórnia

Quase 15 mil bombeiros tentam combater focos de incêndios florestais na Califórnia

Ainda restam quase dois meses para acabar a época de incêndios florestais na Califórnia, que é estado mais populoso dos EUA.

Até agora, sete pessoas morreram nos incêndios deste ano, e quase 3.800 estruturas foram danificadas ou destruídas, de acordo com o Cal Fire.

Em 2018, a quantidade de terra incendiada também foi grande --quase 800 mil hectares00, mas menor que a deste ano.

Incêndios em ativa

Mais de 14 mil bombeiros estão empregados no combate a 24 incêndios florestais nesta segunda-feira (8).

A Califórnia enfrenta uma onda de calor. No domingo, foi registrada uma temperatura de 49ºC na região de Los Angeles, de acordo com o Serviço Meteorológico Nacional.

Um deles, que começou na sexta-feira no norte do estado, já queimou quase 55 mil hectares e destruiu 65 imóveis. As chamas continuam fora de controle, anunciou o Departamento de Silvicultura e Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire).

As autoridades ainda lutam para resgatar dezenas de pessoas retidas pelas chamas.

Comunidades ao nordeste da cidade de Fresno receberam ordens para saírem de suas casas. O comandante do Batalhão de Bombeiros de Fresno, Tony Escobedo, disse que a fumaça prejudicou o trabalho dos helicópteros militares de resgate. "Os helicópteros não conseguiram pousar durante o dia. Vamos tentar fazer novamente durante a noite com visão noturna. Temos informações de [que há] mais de 50 pessoas presas", disse.

O Departamento de Bombeiros de Fresno informou em uma rede social que "os pilotos militares tentaram pousar de maneira corajosa, mas a fumaça impediu uma aproximação segura".

Há outras comunidades da Califórnia que precisam ser evacuadas. Durante o fim de semana, helicópteros militares resgataram mais de 200 pessoas perto da reserva de Mammoth Pool.

A região sofreu muitos incêndios gigantescos nos últimos anos, mas o supervisor florestal do Bosque Nacional Sierra, Dean Gould, afirmou na segunda-feira que um dos fogos que estão ativos é provavelmente o mais agressivo e "único em sua categoria".

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE