Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Opositor Maxim Znak é detido por homens mascarados em Belarus

Advogado de 39 anos participa do Conselho de Coordenação da oposição, que foi criado para preparar o caminho para uma transição política no país após a contestada reeleição de Lukashenko.

 

O advogado Maxim Znak, um dos últimos integrantes do “Conselho de Coordenação” da oposição em Belarus, foi detido nesta quarta-feira (9). Uma foto de Znak sendo conduzido por homens mascarados em roupas civis foi publicada pelo serviço de imprensa no Telegram.

Znak, de 39 anos, é um dos sete membros da liderança do “Conselho de Coordenação”, criado para preparar o caminho para uma transição política no país após a contestada reeleição no início de agosto do presidente Alexander Lukashenko para um 6º mandato.

A polícia e os serviços secretos (KGB) não confirmaram a prisão de Znak, mas o roteiro corresponde ao ocorrido com outros adversários, que foram detidos por homens não identificados e dias depois apareceram como exilados ou presos.

Pessoas não identificadas também tentaram entrar no apartamento da escritora Svetlana Alexievich, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura de 2015, de acordo com a Associated Press. Alexievich é a última integrante do conselho que está em liberdade no país.

Por temor de serem presos, os outros opositores do grupo buscaram refúgio em países vizinhos. A líder da oposição bielorrussa no exílio, Svetlana Tikhanovskaya, está na Lituânia. Olga Kovalkova e Verónika Tsepkalo também deixaram o país.

Em agosto, abriram uma investigação criminal contra membros do Conselho de Coordenação, que são acusados de atentar contra a segurança nacional ao pedir a transferência do poder.

Na terça (8), o governo bielorrusso confirmou a prisão de Maria Kolésnikova, na fronteira com a Ucrânia. Autoridades ucranianas disseram que agentes bielorussos estavam tentando expulsá-la do país.

Os amigos que estavam com Kolésnikova no carro contaram que ela foi interrogada por 12 horas. Levada até a fronteira, ela viu o passaporte no banco da frente do carro, rasgou-o em pequenos pedaços e jogou pela janela do carro, mostrando que não queria deixar Belarus. Depois, ela caminhou de volta para o território de seu país, onde foi detida.

Manifestantes que pedem libertação de líder oposicionista em Belarus são presos

Manifestantes que pedem libertação de líder oposicionista em Belarus são presos

Crise em Belarus — Foto: Juliane Monteiro/ G1

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE