Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Ato virtual com lideranças comunitárias marca dia de luta em defesa da Amazônia

Organizações e lideranças comunitárias destacaram a devastação da floresta, com a intensificação de desmatamento, queimadas e avanço da Covid.

 

Promovido por uma articulação de organizações que atuam nos nove estados da região amazônica, o ato nacional "Defender a Amazônia é defender a vida” realizado por meio de uma live, no sábado (5), teve a participação de lideranças de comunidades atingidas pelo desmatamento e por megaprojetos. Com depoimentos e ações culturais, o ato celebrou o Dia da Amazônia.

A live teve a presença de Ângela Mendes, ativista e neta de Chico Mendes, o ator Paulo Betti, Dom Roque, presidente do Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e arcebispo de Porto Velho, além das lideranças indígenas como Almir Suruí de Rondônia, Sônia Guajajara, entre outros.

As lideranças destacaram que a Amazônia brasileira vive um momento extremamente preocupante, em que a devastação da floresta está acelerada. Elas consideram que as queimadas, o avanço da pandemia sobre as populações indígenas e a suspensão de combate ao desmatamento ilegal são pontos aos quais a sociedade precisa estar em alerta para que seja feita a denúncia e a resistência.

O ato virtual foi organizado pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Articulação dos Povos indígenas do Brasil (APIB), Via Campesina, Mídia Ninja, Terra de Direitos, Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil, Rede Eclesial Pan-Amazônica e International Rivers.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE