Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Príncipe Harry paga R$ 16,7 milhões de reforma de residência real

Frogmore Cottage passou por renovação. Harry e Meghan se comprometeram a pagar obras quando renunciaram à condição de membros sêniores da realeza.

 

O príncipe Harry arcou com o custo de 2,4 milhões de libras (R$ 16,7 milhões) de uma reforma na casa que seria a residência de sua família no Reino Unido, o Frogmore Cottage, que fica perto do Castelo de Windsor.

O dinheiro havia inicialmente saído de um fundo que é abastecido com dinheiro do Tesouro britânico, ou seja, do contribuinte, mas o duque e a duquesa de Sussex disseram que fariam o reembolso quando se afastaram de suas atividades como membros sêniores da realeza.

Os trabalhos de reforma, que se estenderam por seis meses, permitiram, entre outras coisas, reunir em uma única residência as cinco unidades que constituíam o Frogmore Cottage, casa nos domínios do Castelo de Windsor, 40 quilômetros a oeste de Londres.

O anúncio do pagamento foi feito alguns dias dias depois de o casal divulgar que havia chegado a um acordo com a Netflix para fazer uma série de programas. O contrato de vários anos incluirá documentários, filmes e programação infantil.

"A contribuição oferecida pelo príncipe Harry cobriu totalmente os custos de renovação do Frogmore Cottage, uma propriedade de Sua Majestade a Rainha, e continuará sendo a residência do duque e sua família no Reino Unido", disse o porta-voz do duque.

No total, no ano fiscal 2018-2019, a Casa Real britânica gastou, ao todo, 67 milhões de libras.

É o equivalente a 82% dos 82 milhões de libras recebidos pela família real do Tesouro britânico.

Vídeos: assista às principais notícias internacionais

200 vídeos Empresa simula voo e viagem e atrai curiosos no Japão Índia ultrapassa o Brasil e se torna o segundo país com mais casos de coronavírus Vice-presidente do COI diz que Olimpíada de Tóquio vai acontecer

Buckingham em reforma

Os 18% não gastos ficaram reservados para obras no Palácio de Buckingham, cuja reforma começou em 2018 e deve durar seis anos.

O dinheiro gerado pelo patrimônio da Coroa, conhecido como "Crown Estate", é cedido ao Tesouro britânico, em virtude de um acordo de 1760.

Em 2018-2019, foram 345,5 milhões de libras. Em contrapartida, o Tesouro concede uma subvenção que deve cobrir as despesas anuais da rainha, chamada "Sovereign Grant" e que representa 15% dos benefícios.

Desde 2018, a família real recebe 10% adicionais para cobrir as obras de renovação do Palácio de Buckingham.

É o dinheiro dado à Rainha pelo governo e paga os salários da casa real, viagens oficiais e manutenção de palácios.

Harry e Meghan concordaram em devolver o dinheiro do Frogmore Cottage como parte dos planos traçados quando eles deixaram de ser membros da realeza sênior em março do ano passado.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE