Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

China alerta Reino Unido: Vocês não têm futuro se deixarem Pequim de lado

China e Reino Unido se desentenderam em relação a Hong Kong e a Huawei, uma fornecedora de equipamentos para redes de 5G.

 

O embaixador da China em Londres fez um alerta direto ao Reino Unido nesta quinta-feira (30) de que o país não terá futuro se tentar se dissociar do Estado comunista.

"É difícil imaginar um 'Reino Unido Global' que ignore ou exclua a China, se dissociar da China significa se dissociar de oportunidades, se dissociar do crescimento e se dissociar do futuro", disse o embaixador chinês em Londres, Liu Xiaoming, a jornalistas.

Ele disse que o Reino Unido "pagará o preço" se quiser tratar a China como um Estado hostil.

China acusa o Reino Unido de interferência sobre os assuntos de Hong Kong

China acusa o Reino Unido de interferência sobre os assuntos de Hong Kong

No começo do mês, o embaixador acusou o Reino Unido de "grave interferência nos assuntos internos da China" por sua resposta a uma polêmica lei de segurança nacional aplicada em Hong Kong, ex-colônia britânica devolvida em 1997.

O governo do primeiro-ministro Boris Johnson havia anunciado que parte dos residentes de Hong Kong teriam um acesso mais fácil à cidadania britânica, uma decisão que poderia preparar o caminho para que mais de três milhões de Hong Kong se instalem no Reino Unido.

Mas o embaixador chinês em Londres, Liu Xiaoming, afirmou que Pequim expressou a "grave preocupação e forte oposição" à proposta, argumentando que o Executivo britânico não tem "nenhuma soberania, jurisdição ou direitos de supervisão sobre Hong Kong".

Além disso, o governo britânico anunciou a proibição do uso de equipamentos da chinesa Huawei para suas redes 5G. Pela decisão, as empresas de telecomunicação devem suspender a compra de novos equipamentos da marca e remover os já existentes até 2027.

"Esta decisão decepcionante é uma má notícia para qualquer pessoa no Reino Unido com um telefone móvel. Ela ameaça mover a Grã-Bretanha para a pista lenta digital, elevar as contas e aprofundar o fosso digital", disse Ed Brewster, porta-voz da Huawei.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE