Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Dupla é presa após atirar em duas pessoas em oficina mecânica no bairro Aparecida, em Santarém

Crime aconteceu na manhã desta terça-feira 28 , na avenida Magalhães Barata próximo à Plácido de Castro.

 

Dois homens foram presos em Santarém, oeste do Pará, na manhã desta terça-feira (28), após atirarem em duas pessoas em uma oficina mecânica localizada na avenida Magalhães Barata próximo à Plácido de Castro, bairro Aparecida.

De acordo com a polícia com levantamento preliminar, o crime foi motivado por acerto de contas relacionados a disputa de terras na região do Curuatinga, na Rodovia PA-370. Os suspeitos chegaram ao local em uma moto Bros, e logo em seguida houve disparos atingindo dois homens identificados como Josimar Lima e Denilbe Rosa, que estavam no local realizando manutenção em um veículo.

Armas, munição e dinheiro foram apreendidos com a dupla — Foto: Kamila Andrade/G1

Após os disparos eles fugiram, mas foram alcançados pela polícia na ponte que liga os bairro Mapiri e Maracanã. A dupla foi identificada como Adriano de Andrade Mota e Offy Braga dos Santos. Com eles, a Polícia Militar encontrou duas armas de fogo: uma pistola .40 e um revólver calibre 38, que foram apreendidas.

As vítimas teriam ido caminhando para o Pronto Socorro Municipal onde recebem atendimento médico segundo informações do coordenador do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), enfermeiro Joziel Colares.

Ao G1, Adriano de Andrade Mota assumiu que o objetivo era executar a vítima, porque segundo ele, estava recebendo ameaças de morte por parte de uma das vítimas e que a casa dele teria até sido rodeada alguns dias atrás e tudo por questões agrárias. Adriano teria contrato Offy para dar cobertura na ação criminosa.

A advogada da vítima Denilbe, Jane Roberta Maia disse que a versão dos suspeitos não procede, porque quem estava recebendo ameaças era o cliente dela.

"Ele que vinha ameaçando meu cliente e já existem várias registros na delegacia contra eles por ameaças. Ele que vem ameaçando meu cliente por motivos de terras. E Denilbe não foi na casa de ninguém, porque ele estava viajando e nós temos como provar a versão do meu cliente", explicou a advogada.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE