Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Premiê libanês condena '''perigosa escalada''' na fronteira com Israel

Israel diz ter evitado infiltração terrorista na fronteira com o Líbano. O incidente aconteceu na região do Monte Dov, no norte de Israel, uma encosta do Monte Hermon que há muito tempo é reivindicada pelo Líbano.

 

O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, condenou nesta terça-feira (28) uma "escalada militar perigosa", um dia depois dos disparos da artilharia de Israel em um setor de fronteira.

Os disparos aconteceram após o Estado hebreu denunciar uma tentativa de infiltração de "terroristas" em seu território.

Exército de Israel reporta 'combates em curso' na fronteira com o Líbano

Exército de Israel reporta 'combates em curso' na fronteira com o Líbano

"Israel voltou a violar a soberania do Líbano em uma perigosa escalada militar", lamentou Hassan Diab em uma rede social.

Esta é a primeira reação oficial do governo libanês aos atentados na fronteira entre Israel e Líbano na segunda-feira.

"Peço cautela nos próximos dias, pois temo que as coisas se agravem, devido a uma forte tensão na fronteira", acrescentou Diab.

Na segunda-feira (27), o Exército israelense informou que frustrou "uma tentativa de infiltração de uma célula terrorista" em seu território e abriu fogo contra homens armados logo depois de cruzarem a fronteira norte com o Líbano.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, alertou na segunda-feira que o movimento xiita libanês Hezbollah, muito influente no Líbano, "brinca com fogo".

O Hezbollah negou qualquer envolvimento nesses eventos.

"Tudo o que a mídia inimiga conta sobre uma operação de infiltração do Líbano que teria sido frustrada é totalmente falso", afirmou o movimento xiita libanês em um comunicado.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE