Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

500 '''face shield''' são doadas para feirantes e vendedores de pescado em Santarém

A doação foi realizada por intermédio a 8ª Promotoria de Justiça de Santarém.

 

Por intermédio da 8ª Promotoria de Justiça de Santarém foram doadas na quinta-feira (23), 500 viseiras tipo "face shield" para serem utilizadas pelos feirantes e vendedores de pescado associados da Associação dos Produtores Rurais de Santarém (Aprusan) e da Colônia de Pescadores Z-20. Os equipamentos de proteção individual (EPIs) foram doados pelo Projeto Saúde e Alegria (PSA), que também distribuiu material informativo sobre o uso correto dos EPIs.

De acordo com o promotor de Justiça Bruno Freitas, a promotoria acompanha a adequação das feiras e mercados para garantir a proteção dos feirantes e consumidores em relação ao contágio pelo novo coronavírus.

Em reunião com a Aprusan, Z-20 e Secretaria Municipal de Agricultura os EPis foram solicitados, e a promotoria conseguiu a doação por meio do Saúde e Alegria. “Mas há uma condição, que é a obrigação da utilização do equipamento, para aumentar o protocolo de segurança”, enfatizou o promotor. O MPPA deve acompanhar a fiscalização.

Foram doadas 130 viseiras para os associados da Z20, e 370 para a Aprusan. Os equipamentos devem ser utilizados no Mercadão 2000, feira do Aeroporto e da Cohab. De acordo com o administrador da Z-20, Edivaldo Pinheiro, uma comissão de dentro do mercado fiscaliza para que as medidas sejam cumpridas. “A gente vai reunir e informar o uso correto. A nossa preocupação é grande, mas sabemos que tem alguém se preocupando com a gente também”, ressaltou.

O presidente da Aprusan, José Sebastião da Costa, disse que desde o início da pandemia conscientizam os associados para o uso da máscara, e agora passarão a usar também as viseiras.

Além de doar as viseiras, o Projeto Saúde e Alegria também distribuiu cartilhas e folhetos com orientações relacionadas aos cuidados para prevenir a covid-19, e produziu um vídeo para ser enviado via rede social para os associados, de como utilizar e higienizar o equipamento. O representante do PSA, Paulo Lima, enfatizou a importância da educação para prevenir a contaminação. “É uma campanha educativa para evitar o contágio, usando essa ferramenta e também os impressos, para que chegue também aos familiares”, concluiu.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE