Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Zulema Yoma nega novo casamento com ex-presidente argentino Carlos Menem

Na semana passada, advogado do ex-presidente falou a programa de TV que os dois se casariam mais uma vez, após divórcio em 1990. Fui a última a descobrir , brincou ex-primeira-dama.

 

Zulema Yoma, a primeira esposa do ex-presidente argentino Carlos Menem (1989-1999), negou nesta quarta-feira (22) que os dois planejassem se casar de novo, como noticiado por um programa de celebridades. "Não há nada, uma coisas dessas eu é que anuncio", disse a mulher de 77 anos ao jornal Ambito. "Fui a última a descobrir", acrescentou.

Aos 90 anos, Menem, que é senador desde 2005, acaba de se recuperar de uma pneumonia pela qual ficou internado por 15 dias em junho.

Na semana passada, o suposto casamento foi anunciado pelo advogado e ex-deputado Mauricio D'Alessandro, integrante do programa de entretenimento TN Show. Ele havia dito que um juiz casaria Menem e Yoma em casa esta semana e que o divórcio seria eliminado.

"Tudo isso é algo que devem perguntar ao Dr. Mauricio D'Alessandro de onde ele tirou", disse Yoma. Em tom de brincadeira, ainda afirmou que está em quarentena desde março e não poderia ir ao cabeleileiro, portanto, não poderia haver uma cerimônia.

Carlos Menem e Zulema Yoma se casaram em 1966 e tiveram dois filhos. O casamento terminou em escândalo em 1990, quando o então presidente mandou que sua esposa fosse despejada da residência oficial de Olivos enquanto ele estava viajando.

Um dos filhos do casal, Carlos Junior, morreu aos 26 anos em 1995, em um acidente de helicóptero jamais esclarecido. A mulher sempre considerou o episódio como um ataque político e por muito tempo responsabilizou seu ex-marido.

Menem se casou novamente em 2001 com a ex-Miss Universo chilena Cecilia Bolocco, com quem teve um filho, mas eles se divorciaram em 2007. O senador tem também um filho nascido em 1981 de um relacionamento extraconjugal, que só foi reconhecido em 2008.

"El Turco", como era conhecido Menem, foi um presidente peronista de políticas liberais que adorava o luxo, um modo de socializar lembrado na Argentina como "pizza com champanhe".

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE