Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Oeste do Pará sai de alto para médio no índice de transmissão da Covid-19, diz Governo do Estado

A classificação de risco considera o nível de contágio em paralelo à oferta de serviços de saúde, abrindo a possibilidade de flexibilização de atividades econômicas.

 

O governador Helder Barbalho (MDB) atualizou na quinta-feira (9) o bandeiramento de regiões de saúde dando continuidade às medidas do Programa Retoma Pará. A região do oeste do Pará está com o índice médio em transmissão da doença, significando que o índice de transmissão é médio, e a resposta do sistema de saúde também é médio.

A classificação de risco considera o nível de contágio em paralelo à oferta de serviços de saúde, abrindo a possibilidade de flexibilização de atividades econômicas. Desde o dia 15 de junho a região estava na cor vermelha, que representava um alto índice de transmissão.

Acompanhado do secretário de Estado de Saúde Pública, delegado Rômulo Rodovalho; do coordenador do Programa Retoma Pará, Adler Silveira; do reitor da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Marcel Botelho, e do secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, Helder informou a taxa de ocupação de leitos do sistema de saúde estadual.

"Nesse momento, estamos com 39,9% dos leitos clínicos e 60,26% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. De maneira efetiva, temos 1.523 leitos clínicos - tendo disponíveis 914 vagas liberadas. Temos 702 leitos de UTI, sendo que 279 estão disponíveis. Portanto, a condição do sistema de saúde nos permite ter tranquilidade para atender toda a demanda e, acima de tudo, planejar as ações que compatibilizem saúde com economia", destacou o governador Helder Barbalho.

O chefe do executivo estadual reforçou o tratamento específico a ser dado a cada região de saúde, considerando as peculiaridades e a forma como a pandemia se comporta.

"A realidade da região metropolitana de Belém é diferente, por exemplo, de localidades a mais de mil quilômetros de distância, como as regiões oeste ou sul do Pará", frisou.

Nova Classificação

A região do Oeste do Pará sai da condição vermelha (risco elevado) para laranja (risco médio). Durante o anúncio, o governador informou que a cidade de Itaituba e mais seis municípios do entorno recebem o Hospital Regional do Tapajós, que estará incrementando, ao sistema de saúde, mais 164 leitos clínicos e de UTI.

A entrega repercute também na região oeste, desafogando o atendimento no Hospital Regional e do Hospital de Campanha, ambos em Santarém. Com isso, a região também sai do bandeiramento vermelho (risco elevado) para o laranja (risco médio).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE