Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Seis migrantes morrem e 93 são resgatados na costa líbia

Entre sobreviventes está uma mulher que deu à luz seu bebê no bote inflável.

 

Seis migrantes morreram e 93 foram resgatados na costa da Líbia, onde se preparavam para atravessar o Mediterrâneo e chegar à Europa - informou a Organização Internacional para as Migrações (OIM), neste sábado (27).

Os sobreviventes foram transferidos, nesta madrugada, para o porto de Khoms, uma cidade localizada a 120 quilômetros ao oeste de Trípoli.

"Entre eles, está uma mulher que deu à luz seu bebê no bote inflável", relatou o escritório da OIM na Líbia no Twitter.

Segundo testemunhos de migrantes, "seis pessoas morreram durante a viagem", disse a OIM sem dar mais detalhes.

País imerso no caos desde 2011, com lutas pelo poder e violência persistente, a Líbia é um importante ponto de trânsito para os migrantes que desejam chegar à Europa.

As ONGs criticam o retorno sistemático de migrantes interceptados no Mediterrâneo para seu país natal, onde são mantidos em campos superlotados, frequentemente descritos por organizações humanitárias como áreas ilegais.

Desta vez, "todos foram soltos após o desembarque", disse a OIM neste sábado.

Ao largo da costa da Líbia, a Marinha deste país costuma se antecipar às ONGs e rapidamente embarca os migrantes, para levá-los de volta.

"Estávamos a mais ou menos uma hora e meia" da embarcação em perigo, quando a Guarda Costeira da Líbia interveio, disse Nicholas Romaniuk, coordenador de operações de resgate, a bordo do "Ocean Viking", navio humanitário da organização SOS Mediterrâneo.

Depois de três meses atracados em Marselha, seu porto de origem, devido ao coronavírus, o "Ocean Viking" retomou as operações na segunda-feira, em um contexto de aumento de travessias nos últimos meses.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE