Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Projeto da Câmara de Belém muda o nome da Estrada da Yamada para '''Padre Bruno Sechi'''

Mudança será feita para homenagear o criador da República do Emaús, que morreu por complicações da Covid-19 em maio.

 

Vereadores de Belém aprovaram nesta quarta-feira (24) um projeto coletivo para mudar o nome da Estrada da Yamada, no bairro do Benguí, para "Padre Bruno Sechi". A mudança, aprovada por unanimidade na Câmara Municipal, é uma homenagem ao fundador da República de Emaús, que morreu por complicações da Covid-19 em maio.

Padre Bruno Sechi faleceu aos 80 anos. O religioso italiano veio para o Brasil como missionário e teve grande parte da vida dedicada às atividades voltadas para as crianças e adolescentes da periferia de Belém. Em 1970, fundou o Movimento República de Emaús, trabalho com grande reconhecimento social.

O vereador Fernando Carneiro (PSOL) relatou que o religioso dedicou a vida aos outros, muito contribuiu com projetos sociais em Belém e por isso merece destaque e exaltação. Segundo Fernando, houve um apelo popular com abaixo-assinado dos moradores do entorno solicitando a mudança.

“Precisa ser na rua que fica a República de Emaús. Não faz sentido trocar o nome de outra rua que não seja esta”, disse o vereador.

Rua Padre João Derickx

A Câmara Municipal de Belém também aprovou na manhã desta quarta (24), o projeto que altera a Rua da Pratinha para Rua Padre João Derickx. Padre João era holandês, formado em pedagogia, filosofia e teologia. Ele chegou ao Brasil na década de 60 e foi pároco nos bairros da Condor, Guamá, Cremação, Cidade Velha, Jurunas e Benguí, locais onde sempre mudou a vida da comunidade com projetos sociais.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE