Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Um mês após fim do lockdown, Pará registra queda de 10% na média de isolamento social

De acordo com a Segup, durante o isolamento obrigatório, cerca de 50% da população obedeceu as orientações de ficar em casa. No entanto, dados também apontam que taxa caiu para 40% nos últimos 30 dias.

 

A média de isolamento social no Pará caiu cerca de 10% desde o fim do decreto de lockdown no estado. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Pará (Segup), durante o isolamento obrigatório, cerca de 50% da população paraense obedeceu as orientações de ficar em casa. No entanto, nesta quarta-feira (25), dia que completa um mês do fim do decreto, o Pará tem média de apenas 40% de isolamento social.

Durante o período de lockdown, que durou entre os dias 7 e 25 de maio, apenas atividades consideradas essenciais eram autorizadas a funcionar. Estabelecimentos e pessoas que desobedecessem as recomendações estavam sujeitos a multas.

Dias após o fim do decreto, o governador Helder Barbalho apresentou o plano de reabertura econômica do Pará. O estado foi dividido em regiões, que foram classificadas em bandeiras de risco. No momento, apenas as regiões metropolitana de Belém, nordeste do Pará, Araguaia, Baixo Tocantins e Marajó Oriental estão habilitadas a abrirem serviços não essenciais.

Apesar do final do lockdown obrigatório no Pará, o Governo deixou sob responsabilidade das Prefeituras a flexibilização ou endurecimento de medidas de restrição. Por conta disso, cidades como Juruti e Ipixuna do Pará decidiram manter o lockdown mesmo após o término da obrigatoriedade.

Pará com isolamento abaixo do esperado

De acordo com a análise de dados divulgados pela Segup, nos 30 dias após o fim do lockdown, o Pará teve média de isolamento social de 40,79%. Já em Belém, epicentro da Covid-19 no estado, a média de isolamento registrada foi de 41,87%.

O melhor índice de isolamento no Pará e na capital paraense no pós-lockdown foi registrado no dia 31 de maio, com taxa de 49,96% e 50,88%, respectivamente. Já as piores taxas foram apontadas no dia 19 de junho, com média de 34,46% de isolamento no estado e 34,86% em Belém.

A baixa taxa de isolamento ligou o alerta do Governo para uma possível segunda onda de contaminação pela Covid-19. O secretário de Segurança Pública, Uálame Machado, e o governador Helder Barbalho chegaram a se pronunciar publicamente, falando sobre a importância de se manter os cuidados para que não seja necessário o retorno do decreto de lockdown.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), o estado já acumula 94.036 casos e 4.748 óbitos de Covid-19. Ainda segundo a Sespa, o Pará ainda possui 79.354 recuperados, 8.699 casos descartados e 202 em análise.

*Sob supervisão

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE