Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Presidente do Kosovo é acusado de crimes de guerra e contra humanidade

Tribunal Especial para o Kosovo é responsável por investigar os crimes cometidos pela guerrilha de independência do Kosovo na Albânia.

 

O presidente do Kosovo, Hashim Thaci, foi acusado, nesta quarta-feira (24), de crimes de guerra e contra a humanidade pela Procuradoria do Tribunal Especial para o Kosovo.

Thaci é acusado de cometer "crimes contra a humanidade e crimes de guerra, incluindo assassinato, desaparecimento forçado de pessoas, perseguição e tortura" durante o conflito que terminou na independência do Kosovo, nos anos 1990, informa o comunicado divulgado pelos procuradores.

Thaci, chefe do Estado do Kosovo desde 2016, é alvo de dez acusações, informou o tribunal.

Sessão no parlamento é interrompida com gás lacrimogêneo em Kosovo

Sessão no parlamento é interrompida com gás lacrimogêneo em Kosovo

Um juiz do tribunal "está examinando para decidir se deve confirmar as acusações", segundo o comunicado.

Acusados criminalmente por cerca de cem assassinatos

Kadri Veseli, ex-chefe de inteligência da guerrilha do Kosovo e atual líder do Partido Democrático do Kosovo (PDK), assim como "outras pessoas", também estão envolvidos nessas alegações.

"A acusação argumenta que Hashim Rhaci, Kadri Veseli e os outros suspeitos acusados são criminalmente responsáveis por cerca de 100 assassinatos", afirmou o tribunal.

Criado em 2015, o Tribunal Especial para o Kosovo é responsável por investigar os crimes cometidos pela guerrilha de independência do Kosovo na Albânia (UCK), principalmente contra sérvios, ciganos e opositores albaneses à guerrilha e após o conflito de 1998-99.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE