Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Empresários protestam e pressionam prefeitura para reabertura total do comércio em Altamira, zona vermelha de Covid-19

Região, segundo decreto estadual, está em ''risco alto'' de contaminação e por isso só o comércio essencial deve ficar aberto.

 

Com carreata e buzinaço, empresários saíram pelas ruas centrais de Altamira, sudeste do estado, para protestar contra o fechamento do comércio, que está de portas fechadas para prevenir a proliferação da pandemia. Os empresários cobram da prefeitura um plano de retomada do comércio.

Na última segunda-feira (22), a Justiça decidiu que o comércio não essencial deveria paralisar, decisão essa que contraria o decreto municipal publicado em 16 de junho que flexibilizava horários para a abertura do comércio em geral. A prefeitura tem 24h para apresentar estudos técnicos que embasam o decreto municipal de reabertura total do comércio.

A Justiça acolheu o pedido do Ministério Público do Pará (MPPA), Defensoria Estadual e da União para que Altamira continuasse seguindo o decreto estadual, que estabelece restrições ao funcionamento do comércio geral em algumas regiões do estado consideradas “zona vermelha”, ou seja, com alto risco de contaminação de Covid-19. Altamira está nesta lista.

De acordo com o Decreto Estadual 800/2020, que institui o Projeto Retoma Pará e mapeou o diagnóstico da pandemia em cada região do estado, a zona vermelha é de risco alto: contaminação de alerta máximo, com a capacidade hospitalar em risco e/ou evolução acelerada de contaminação. As cidades devem liberar apenas serviços e atividades essenciais, definidas conforme decreto, decretando o distanciamento social controlado.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE