Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Arábia Saudita autorizará cerca de mil fiéis na grande peregrinação a Meca

No ano passado, 2,5 milhões de pessoas participaram da peregrinação, que é um dos pilares do Islã, segundo o governo saudita.

 

A Arábia Saudita vai autorizar mil fiéis que vivem em seu território a fazer a grande peregrinação à Meca (Hajj), anunciaram as autoridades do país nesta terça-feira (23). O país já tinha anunciado medidas duras para conter a pandemia de Covid-19.

"O número de peregrinos será de quase mil, talvez um pouco mais, um pouco menos. O número não chegará a 10 mil ou 100 mil", disse Mohammed Benten, ministro para o Hajj, em uma entrevista coletiva.

No ano passado, 2,5 milhões de pessoas participaram da peregrinação, que é um dos pilares do Islã, segundo o governo saudita. O evento nunca foi cancelado nos últimos quase 90 anos, quando o Reino da Arábia Saudita foi formado.

O Hajj é a principal peregrinação anual muçulmana a Meca, que este ano começa no fim de julho. Em fevereiro, já por causa do novo coronavírus, o governo suspendeu o Umra, que é uma peregrinação religiosa ao santuário islâmico de Meca que pode ser feita em qualquer época do ano.

Arábia Saudita vai limitar peregrinação a Meca

Arábia Saudita vai limitar peregrinação a Meca

A Arábia Saudita é o país árabe do Golfo mais afetado pelo novo coronavírus. Autoridades documentam oficialmente 161 mil casos, com 1.307 mortos.

Na semana passada, após tomar medidas duras de confinamento, o país retirou o toque de recolher em vigor em todo o país. No domingo, as mesquitas de Meca reabriram após quase quatro meses fechadas.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE