Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Alemanha ordena confinamento pontual após surto de Covid-19

Todo o cantão de Gütersloh, no oeste do país, terá medidas para reduzir o contato social após foco de Covid-19 ter sido identificado em frigorífico.

 

A Alemanha anunciou nesta terça-feira (23), pela primeira vez, o restabelecimento do confinamento no oeste do país, devido ao surgimento de um surto de mais de 1,5 mil casos de infeção pelo novo coronavírus, vinculado a um grande matadouro de animais.

"Vamos reordenar um confinamento em todo o cantão de Gütersloh", disse o líder da região da Renânia do Norte-Vestfália, Armin Laschet.

Previsto para durar até 30 de junho, a medida prevê a redução do contato social, o fechamento de bares, cinemas e museus, assim como a proibição de atividades de lazer em espaços fechados, na região onde vivem cerca de 360 mil pessoas.

Os restaurantes podem abrir, mas com restrições, segundo Laschet. O líder da região é visto como o possível sucessor da chanceler Angela Merkel e candidato à liderança de seu partido, a CDU, em dezembro próximo.

Foco em frigorífico

Frigorífico Tönnies, na Alemanha — Foto: Divulgação

Com cerca de 9 mil mortes por complicações da Covid-19 até o momento, a Alemanha tenta controlar uma importante fonte de contaminação no frigorífico Tönnies, que é considerado o maior matadouro de animais da Europa.

O estabelecimento, que foi fechado no sábado (20), fica perto de Gütersloh e tem cerca de 6.700 funcionários - muitos deles são procedentes da Bulgária e da Romênia.

Na noite de segunda (22), as autoridades locais anunciaram que 1.553 pessoas estão infectadas com a Covid-19 no cantão de Gütersloh. Cerca de 7 mil estão em quarentena, 21 estão hospitalizadas, sendo que seis deles em terapia intensiva.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE