Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Taxa de contágio da Covid-19 aumenta na Alemanha e preocupa autoridades

Índice divulgado pelo Instituto Robert Koch passou de 1,79 para 2,88. Frigorífico foi fechado por duas semanas. Cidades com maiores taxas estão no estado da Renânia do Norte-Vestfália.

 

A Alemanha registrou um aumento na taxa de contágio do novo coronavírus neste domingo (21). Segundo o último boletim do Instituto Robert Koch, o índice é de 2,88 no país – de 2,16 a 3,73 com a margem de erro. Isso significa que cada pessoa infectada com a Covid-19 tem a capacidade de contaminar até outras três pessoas.

  • Coronavírus: as lições dos países que estão saindo do isolamento
  • Coronavírus: as rígidas regras para reabertura de salões de beleza na Alemanha

No boletim de sábado (20), o índice era de 1,79 – de 1,33 a 2,23 com a margem de erro. De acordo os dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, a Alemanha registra 8.895 mortes pela Covid-19 e 191.272 casos confirmados neste domingo. A Alemanha tem 83,2 milhões de habitantes.

A Alemanha é um dos países que mais faz testes da Covid-19 considerando o tamanho da população, o que permite monitorar com precisão o avanço da doença. A testagem é fundamental para detectar os infectados, isolá-los e frear avanço do novo coronavírus.

A taxa de contágio, que agora registra aumento, foi um dos dados levados em conta para a reabertura alemã, com regras de distanciamento. Na época, o índice era inferior a 1, o que significa que a pandemia estava controlada.

Mapa da Alemanha mostra regiões com mais casos da Covid-19 por 100 mil habitantes; cidades do estado Renânia do Norte-Vestfália têm taxas mais altas — Foto: Reprodução/ COVID-19-Lagebericht vom 21.06.2020 Robert Koch-Institut

No início da pandemia da Covid-19, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, chegou a dizer que até 70% da população poderia ser contaminada. O país adotou medidas rígidas para evitar a disseminação da doença.

O aumento da taxa de contágio nas últimas semanas preocupa as autoridades do país, que estão em alerta para uma eventual segunda onda da Covid-19.

Frigorífico Tönnies, na Alemanha — Foto: Divulgação

Em Göttingen, no estado da Baixa Saxônia, a polícia foi chamada após um tumulto onde 700 pessoas estavam em quarentena, sendo que 200 tentavam descumprir a medida.

No sábado passado (20), o maior frigorífico do país, localizado no estado da Renânia do Norte-Vestfália, foi fechado por 14 dias.

Mais de mil empregados do frigorífico Tönnies apresentaram resultado positivo nos exames da Covid-19. No total, já foram registrados 3.127 casos de coronavírus no maior estabelecimento do gênero na Alemanha.

Alemanha se prepara para reabrir parte do comércio após bons resultados no combate à Covid

Alemanha se prepara para reabrir parte do comércio após bons resultados no combate à Covid

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agroindústria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE