Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

MP denuncia assistente social acusada de cobrar por tratamento de paciente em hospital público de Jacundá, no PA

Familiares denunciam que Daiana de Castro Dias chegou a cobrar R$ 1000 para realizar o tratamento de pacientes. Acusada está presa desde o dia 2 de junho.

 

O Ministério Público do Pará (MPPA) enviou à Justiça uma denúncia contra a assistente social do Hospital Municipal de Jacundá, sudeste do Pará. De acordo com o MP, Daiana de Castro Dias é acusada de cobrar valores em dinheiro para o tratamento de pacientes internados no hospital. A técnica está presa desde o dia 2 de junho.

Segundo o MP, o esquema de cobranças indevidas foi descoberto por meio de denúncias de pacientes. De acordo com os relatos, Daiana cobrou o valor de R$ 50 reais para a família de um paciente para comprar vitaminas que, segundo ela, o hospital não tinha. Na ocasião, a família pagou o valor e o paciente foi liberado.

Porém, dias depois, o paciente apresentou complicações e precisou ser encaminhado para o Hospital Regional de Tucuruí. Daiana voltou a procurar a família e cobrou o valor de R$ 1.000, alegando que o dinheiro seria para pagar o funcionário do hospital que cuidaria do paciente.

O paciente acabou falecendo pouco depois e Daiana Dias insistiu no pagamento, desta vez alegando que precisaria da quantia para garantir a compra do caixão e o traslado do corpo de Tucuruí para Jacundá. A família só não pagou porque sabia que o serviço seria garantido pela Prefeitura do Município e resolveu denunciar ao MPPA.

Após as denúncias, o MP pediu à Justiça a autorização de um mandado de busca e apreensão, para apurar as possíveis irregularidades. Após a autorização, a Polícia Civil encontrou munição, diversas caixas de medicamentos, documentos e um aparelho celular na casa de Daiana. Ela foi presa ao apresentar documentos falsos no momento de sua identificação aos policiais.

A assistente social vai responder na Justiça pelos crimes de posse irregular de munição, uso de documento falso, corrupção passiva, peculato e concurso material de crimes.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE