Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Com 34% de pessoas em casa, Pará registra o pior isolamento social desde o começo da pandemia

Índice ocorrido na sexta-feira, 19, foi o mais baixo desde o dia 18 de março, quando foi registrado o primeiro caso de Covid-19 no Estado.

 

O Pará ficou na 17ª posição no ranking nacional de isolamento social na sexta-feira (19), com 34,5% das pessoas em casa para evitar a proliferação do novo coronavírus. Esse foi o pior índice desde o dia 18 de março, quando foi registrado o primeiro caso de Covid-19 no Estado.

Municípios

Na análise das cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Afuá (54,3%), Faro (48,9%) e Peixe-Boi (45,8%).

As cidades com maior registro de desobediência à recomendação de ficar em casa e baixo índice de isolamento foram Curuá (24,4%), Quatipuru (26,1%) e Augusto Corrêa (26,5%).

Grande Belém

Na capital e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 34,86% e 34,1%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Maracajá (54%), Aeroporto (50%) e Ariramba (46,4%). Já as piores taxas ficaram com Curió-Utinga (3,8%), Campina de Icoaraci (17,8%) e Brasília (23,1%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Icuí-Laranjeira (45,9%), Levilândia (45%) e Júlia Seffer (42,2%); as piores taxas foram observadas em Curuçambá (24,1%), Águas Lindas (26%) e Heliolândia (26%).

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE