Agricultura

Agricultura

Fechar
PUBLICIDADE

Agricultura

Desafio Nacional de Máxima produtividade de Soja do CESB recebe mais de 5 mil inscrições.

 
 -   /
/ /

O Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) registrou um total de 5.204 inscritos para a 12ª edição do Desafio de Máxima Produtividade de Soja. Esse número é 18,3% maior do que o realizado no ano passado, quando participaram 4.400 sojicultores. A região Sul anotou o maior número produtores e consultores rurais inscritos, com 57% do total, seguida das regiões Centro-Oeste com 19%, Sudeste com 14%, Nordeste com 7% e Norte com 3%. Esses sojicultores toparam se desafiar a fim de produzir mais soja por mesma unidade de área de forma rentável e sustentável, ajudando, assim, a elevar a média de produtividade nacional, conforme os objetivos e regras do Desafio.

As inscrições foram finalizadas em fevereiro, com o CESB percebendo aumento na participação de sojicultores em todas as regiões do país. As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste obtiveram grande destaque nesta edição, contando com um crescimento médio de aproximadamente 80% no número de inscritos, em relação à edição do ano passado. “O fato deriva-se do grande esforço e atuação do CESB e de seus parceiros nestas regiões e acompanha o grande crescimento do cultivo de grãos nesse eixo do Brasil, sendo que essas regiões caracterizam a nova fronteira agrícola do País”, destaca João Pascoalino, coordenador-técnico e de Pesquisa do CESB.

O Comitê possui 23 empresas comprometidas com o crescimento rentável e sustentável da agricultura brasileira, que fizeram a diferença para o Desafio atingir um grande número de inscritos. “As ações dessas instituições em todo o Brasil fortalecem o trabalho do CESB, que é ajudar a sojicultura a crescer ainda mais e, assim, consigamos aumentar a média da produtividade nacional”, afirma Luiz Antonio Silva, diretor executivo do CESB.

Fórum Nacional

A revelação dos campeões do Desafio CESB acontece em junho durante o Fórum Nacional de Máxima Produtividade de Soja. No evento são mostrados os cases de todos os produtores e consultores que alcançaram as maiores marcas de produtividade, com o intuito de compartilhar informações preciosas para os produtores que desejarem elevar os seus patamares nas próximas safras. “Isso faz parte da filosofia do CESB, que é levar dados que mostrem para todos os sojicultores como ajudar a elevar a média nacional com rentabilidade e sustentabilidade”, relata Silva.

Auditorias

Com as inscrições finalizadas, o CESB inicia as auditorias das áreas inscritas, que devem ser solicitadas pelos participantes ao perceberem que o ponto de colheita se aproxima.

As auditorias são realizadas desde 2015 por técnicos e agrônomos da empresa Somar, que atua na área de monitoria agrícola há mais de dez anos. Segundo o diretor da Somar, Juliano Nunes, todo o auditor de campo passa por um treinamento exclusivo do CESB para poder acompanhar os trabalhos que determinarão os resultados do Desafio CESB de Máxima Produtividade de Soja. As aferições são realizadas desde a colheita até o romaneio da produção nos armazéns, para poder certificar o mais corretamente possível a pesagem.

Nunes salienta que a importância da auditoria se dá por gerar um documento que comprova as altas produtividades alcançadas pelos sojicultores, que são transformadas, posteriormente, em cases de sucesso. “Essas informações são difundidas gratuitamente no meio agrícola, de acordo com os princípios do CESB de produzir mais sem haver aumento de áreas cultivadas, pensando na sustentabilidade e garantindo a rentabilidade do produtor”, afirma.

Nesta edição, os participantes receberão gratuitamente um laudo/relatório das áreas auditadas, contendo o georreferenciamento da área auditada; um descritivo do campo de produção auditado; informações técnicas de manejo; registro fotográfico; e um certificado com sua classificação no Desafio.

Campeão irrigado

Na edição de 2018/2019, o produtor Maurício de Bortoli e o consultor Eduardo de Bortoli, da região de Cruz Alta (RS), foram os grandes campeões nacionais. Eles alcançaram a incrível marca de 123,88 sacas de soja por hectare, o que representa mais do que o dobro da média nacional, que é de 53,4 sc/ha na safra 2018/2019, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os irmãos conquistaram ainda um fato inédito, já que foi a primeira vez na história do Desafio que um campeão da categoria irrigada também faturou o grande título nacional.

O recorde atual no Desafio CESB foi conquistado com o produtor Marcos Seitz, de Guarapuava (PR), que alcançou a marca de 149,08 sacas. Ele foi o campeão da edição de 2016/2017.

O CESB é uma entidade sem fins lucrativos, formada por profissionais e pesquisadores de diversas áreas, que se uniram para trabalhar estrategicamente e utilizar os conhecimentos adquiridos nas suas respectivas carreiras e vivências, em prol da criação de uma rede sustentável da sojicultura brasileira. O CESB é qualificado como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), nos termos da Lei n° 9.790, de 23 de março de 1999. Atualmente, o CESB é composto por 24 membros e 23 entidades patrocinadoras: BASF, Bayer, Syngenta, FMC, Jacto, Agrichem, ATTO Adriana Sementes, Brasmax, Calcário Itaú, Compass Minerals, Corteva, DataFarm, Instituto Phytus, Mosaic, Omnia, Stara, Stoller, Strider, SuperBAC, Timac Agro, Ubyfol, UPL e SOMAR Serviços Agro.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

Mais Lidas em Agricultura

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE