Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Déficit dos químicos chega a US$2,4 bilhões em janeiro.

 
 -   /
/ /

O déficit em produtos químicos totaliza US$ 2,4 bilhões no primeiro mês do ano e, apesar do ritmo lento da economia e do câmbio instável, a importações somam US$ 3,4 bilhões em janeiro. Foi isso que afirmou a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), através de sua assessoria de imprensa. 

“Em contraste com a retração do consumo aparente nacional de produtos químicos, da ordem de 7,3% em 2019, e mesmo no contexto de uma recente e significativa instabilidade cambial, os importados seguiram apresentando um expressivo aumento no atendimento da demanda doméstica e, em um recorde histórico, representaram 43% de todo o consumo no ano passado. Os intermediários para fertilizantes representaram 13,5% do total importado em janeiro de 2020 (US$ 455,4 milhões), fazendo desse grupo de produtos o mais importado pelo País no primeiro mês do ano, em que pese a expressiva redução, de 26,4%, em relação às importações desses produtos em janeiro passado”, indicou. 

Em relação às exportações, estas registraram queda de 5,4% na comparação com o mês de janeiro de 2019. “As resinas termoplásticas, com vendas ao exterior de US$ 132,5 milhões, continuaram como os produtos químicos mais exportados pelo País, (13,5% do total exportado pelo País em janeiro), apesar do significativo recuo de 22,7% do valor exportado na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado da balança comercial de produtos químicos indicou um déficit de US$ 2,4 bilhões em janeiro e de US$ 31,6 bilhões nos últimos doze meses (fevereiro de 2019 a janeiro de 2020)”, completa. 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE