Energias Renováveis

Energias Renováveis

Fechar
PUBLICIDADE

Energias Renováveis

Brasileiros defendem a imagem do Brasil na Espanha e surpreendem os difamadores.

 
 -   /
/ /

A campanha difamatória contra o Brasil, notadamente contra o agro brasileiro na Europa, está prejudicando os investimentos e negócios planejados para o país. Com a imagem degastada por ação de ambientalistas, os contratos de investimento e negócios passaram a ser barrados no ítem de compliance (auditoria de verificação de confiança), com destaque para o quesito de sustentabilidade ambiental.

A campanha sobre devastação e incêndio na Amazônia passou a a ser aceita entre os formadores de opinião, e o desgaste ficou mais evidente nos principais países da Europa, como França, Portugal e Espanha.

Neste final de semana, por exemplo, a Escola de Engenharia da Universidade de Sevilha (Espanha) realizou um fórum sobre sustentabilidade ambiental, onde, mais uma vez, o foco de atenção esteve voltado para o Brasil. Só que, desta vez, nosso país teve a defesa do engenheiro agrônomo Leonardo de Oliveira, diretor da consultoria Lucro do Agro, de Campo Grande, que conseguiu reverter a imagem negativa do Brasil com dados levantados pela Embrapa Territorial e convalidados pela NASA (agência espacial norte-americana).

-- Quando os debatedores se viram diante de nossos dados, com numeros mostrando que 61% de nosso território está preservado e que 15% de todo o país pertence aos indígenas, a platéia passou a nos dar crédito", conta Leonardo.

Ao final a reunião transformou-se num evento positivo para nossa imagem. E agora Leonardo pertende fazer a mesma defesa em debates a serem realizados nos EUA e Canadá.

-- "Já fizemo isso na França e agora vamos em frente. Precisamos desmistificar e enfrentar a campanha de difamação que levantam contra nós. Afinal, quem cala consente", complementa o eng.agrônomo. 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE