Pecuária

Pecuária

Fechar
PUBLICIDADE

Pecuária

Argila pode ser bom suplemento para o gado.

 
 -   /
/ /

Os produtores de laticínios costumam adicionar argila como complemento alimentar para reduzir os sintomas de aflatoxina e acidose ruminal subaguda (SARA) em vacas em lactação. Em um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, os pesquisadores mostram que a argila também pode melhorar a degradabilidade dos alimentos. 

“Os agricultores estão dando essa argila, mas eles querem saber se a silagem de milho ou o feno que a vaca está comendo é afetada. Descobrimos que sim, a argila está mudando a maneira como a vaca degrada os alimentos”, diz Phil Cardoso, professor associado do Departamento de Ciência Animal de Illinois e coautor do estudo de Ciência e Tecnologia de Alimentação Animal. 

Cardoso e sua equipe testaram a degradabilidade de seis alimentos: feno seco de alfafa, feno de capim, grãos de cerveja molhada, milho moído, silagem de milho e farelo de soja, juntamente com nenhuma argila adicionada, 1% ou 2% de matéria seca dietética. Os sacos foram então removidos em vários intervalos de tempo (duas horas a quatro dias) e analisados. 

“Havia algumas diferenças na forma como os alimentos se degradavam ao longo do tempo. Quando a argila foi adicionada ao feno da grama com 2% da matéria seca da dieta, a digestibilidade e o uso de gordura nesse material foram maximizados. É melhor. E também não vimos uma diminuição na degradabilidade de outros alimentos ", diz Cardoso. "Em geral, para maximizar os benefícios do barro, recomendamos adicioná-lo em 1 a 2% da matéria seca na dieta", completa. 

A pesquisa anterior de Cardoso mostrou que vários tipos de argila são eficazes no manejo da aflatoxina, uma substância tóxica produzida por contaminantes fúngicos nos alimentos. 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE