Pecuária

Pecuária

Fechar
PUBLICIDADE

Pecuária

Mato Grosso bate recorde na venda da carne para a China.

 
 -   /
/ /

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) informou que Mato Grosso tem vivido um momento positivo no mercado internacional. Em setembro foram exportadas 35,8 mil toneladas em equivalente carcaça, com faturamento de US$ 112,9 milhões. “Este cenário é animador para os frigoríficos mato-grossenses, principalmente porque cerca de 78,6% dos frigoríficos são SIF (Sistema de Inspeção Federal) e 21,4% SIE (Sistema de Inspeção Estadual). Este quadro foi favorecido pelas plantas habilitadas para a China, o que, inclusive, fez com que neste mês registrasse recordes: somente com o país chinês foram comercializadas 7,71 mil toneladas de equivalentes de carcaça, a um valor de US$ 32,01 milhões, os maiores registros desde 1996”, apontam os analistas do instituto.

O presidente Jair Bolsonaro esteve, ontem, na China, estimulando negócios para ampliar o volume de compra de grãos, carne e demais produtos brasileiros.

“Por outro lado, menos animais foram abatidos no mercado doméstico (Mato Grosso), cerca de 485,4 mil cabeças ante a 525,9 mil em agosto, o que fez com que a oferta doméstica ficasse ainda mais restrita. Assim, toda esta conjuntura também tem sido favorável para o pecuarista mato-grossense, uma vez que são fatores impulsionadores das cotações dentro da porteira”, acrescenta.

As cotações do boi e da vaca gorda fecharam a semana passada, em Mato Grosso, a R$144,79/@ e R$136,51/@, com aumentos de 0,45% e 0,28%,na mesma ordem.A demanda aquecida no período surpreendeu o mercado, já que não é comum este movimento após a 2ªquinzena do mês.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE