Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Plantas geneticamente editadas igualam-se ao leite materno.

 
 -   /
/ /

Cientistas no Reino Unido desenvolveram plantas geneticamente modificadas capazes de produzir moléculas de ácidos graxos saudáveis semelhantes às do leite materno. Esse avanço permitiria desenvolver fórmulas infantis de melhor qualidade (que até agora dependem de fontes vegetais que não têm os mesmos benefícios), e o processo atual de obter a mesma gordura de alta qualidade é caro e tem alto impacto ambiental. 

Os cientistas modificaram e projetaram plantas para produzir um óleo que imita a estrutura química da gordura do leite humano, um componente importante do leite materno. Estudos anteriores sugerem que a forma humana dessa molécula, triacilglicerol, ajuda na absorção de nutrientes essenciais pelo intestino do bebê, mas poucas fórmulas infantis contêm algo semelhante. 

Agora, uma equipe da Rothamsted Research (Reino Unido) encontrou uma maneira de modificar as vias bioquímicas das plantas para que elas possam produzir a forma humana desse nutriente essencial. Cerca de metade das calorias do leite humano provém do triacilglicerol e, na fórmula infantil, essa gordura saudável vem principalmente de plantas, mas os óleos vegetais têm uma estrutura química diferente da gordura produzida pelas mães no leite. 

Acredita-se que o arranjo molecular exclusivo dos ácidos graxos no leite materno (moléculas constituintes que compõem o triacilglicerol) traga benefícios. Isso inclui a absorção de cálcio, essencial para o desenvolvimento ósseo. Enquanto algumas fórmulas de leite já contêm triacilglicerol que imita a estrutura da gordura do leite humano, esses substitutos da gordura do leite humano (HMFS) são caros de fabricar, enquanto o processo gera desperdício de solvente e usa óleo de palmeira, cujo crescimento foi atribuído ao desmatamento tropical. 

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE