Energias Renováveis

Energias Renováveis

Fechar
PUBLICIDADE

Energias Renováveis

Governo Brasileiro vai defender desenvolvimento sustentável da Amazônia na Assembléia da ONU

 

A Amazônia será um dos temas levados pelo Brasil à 74ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que ocorre em Nova Iorque (EUA) entre os dias 17 e 27 de setembro. O governo brasileiro defende a necessidade de aliar a preservação ambiental ao desenvolvimento econômico sustentável da região.

“É uma região que precisa ter uma dedicação muito grande para a regularização fundiária, o zoneamento econômico-ecológico”, disse o  ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. 

O ministro destacou a importância de dar oportunidades aos moradores da região melhorarem de vida sem desmatar a área. “[Os moradores] precisam sentir que realmente a floresta vale mais em pé. Que é importante preservar, que isso traz benefício econômico para toda população. E essa agenda, portanto, esses desafios de preservação ao mesmo tempo de desenvolvimento econômico, de agregar a essas pessoas, desses 20 milhões de brasileiros que vivem na região, agregá-los o desenvolvimento que já acontece no resto do País.”

O ministro disse ainda que o Brasil tem dados importantes para demonstrar que preserva a floresta e é um exemplo quando o tema é sustentabilidade. "Um País que preservou 84% do seu bioma Amazônia. Tem 60% da sua vegetação nativa no seu seis biomas de todo País preservados. Nós temos um código florestal que é exemplo de norma de ocupação ambiental, para o mundo. O Brasil tem muita coisa positiva para mostrar. Nós temos uma matriz renovável de energia, na qual é o potencial hidráulico solar eólico, se soma a biomassa. Também nós temos a fonte, o etanol, é um combustível renovável”, pontuou.

O ministro citou ainda o trabalho conjunto do Governo Federal com os estados no combate ao desmatamento ilegal e queimadas. “Esse é o governo da tolerância zero contra a criminalidade, inclusive, na área ambiental”.   

Segundo o ministério do Meio Ambiente, o bioma amazônico concentra 2.500 espécies de árvores e 30 mil espécies de plantas. A bacia amazônica é também a maior bacia hidrográfica do mundo. São cerca de 6 milhões de km² e 1.100 afluentes com destaque para rio Amazonas, que corta a região e deságua no Oceano Atlântico, despejando 175 milhões de litros d’água a cada segundo. A biodiversidade da Amazônia inclui ainda milhões de espécies de insetos, milhares de espécies de peixes e aves e centenas de espécies de mamíferos, anfíbios e répteis.

Assembleia da ONU

O presidente da República, Jair Bolsonaro, viaja a Nova York acompanhado de uma comitiva de ministros e fará o discurso de abertura da 74ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, no dia 24. O Brasil abre, tradicionalmente, a sessão de debates das Nações Unidas desde 1947.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE