Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Empresário acusado de agredir delegado durante festa em shopping deve ir à júri popular, em Belém

Caso ocorreu em fevereiro deste ano, no estacionamento do shopping da Augusto Montenegro, Delegado desmaiou e passou por cirurgia. Defesa do acusado vai recorrer.

 
 -   /
/ /

O empresário Arthur Wanzeller Pereira Kahwage, 33 anos, deve ir a júri popular. A decisão, divulgada nesta quarta-feira (4), é do juiz da 1ª Vara do Júri de Belém, Edmar Silva Pereira. Kahwage responde por tentativa de homicídio qualificado após agredir o delegado Tarcio Murilo Bessa Martins, da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO). O caso ocorreu em uma festa promovida em um shopping de Belém, localizado na Augusto Montenegro. O empresário já se envolveu em outros casos de agressão, de acordo com a Polícia. A defesa do acusado anunciou que recorrerá da decisão.

O crime ocorreu na madrugada do dia 23 de fevereiro deste ano, no estacionamento do shopping, onde ocorrem festas de música eletrônica. A vítima precisou ser submetida à cirurgia, em razão de ter sofrido várias fraturas na região da cabeça, e no rosto.

De acordo com o processo, Arthur Kahwage desferiu primeiro um soco nas costas do delegado, que caiu, sendo agredido com vários chutes, os quais continuaram a ser aplicados mesmo depois de a vítima ter desmaiado.

A Promotoria de Justiça denunciou o réu por tentativa de homicídio porque o acusado só parou de agredir o delegado após interferência de um segurança do shopping. A vítima foi socorrida e encaminhada para um hospital, enquanto o acusado foi retirado do local, sendo preso em flagrante no dia seguinte, em um apartamento localizado no bairro de São Brás. Na ocasião a Polícia encontrou o réu com droga sintética e porção de cocaína, sendo indiciado também por tráfico de entorpecentes.

Agressão à mulher

Arthur Kahwage e a então namorada Zaiana Fonseca Teixeira foram indiciados por agredir uma mulher durante evento no estacionamento de um shopping localizado na avenida Visconde de Souza Franco, centro de Belém, logo após o jogo do Brasil contra a Suíça, no dia 17 de junho de 2018. A vítima disse que foi atingida com um soco na cabeça por um homem.

Arthur Kahwage e a então namorada Zaiana Fonseca Teixeira foram indiciados por agredir uma mulher em festa após jogo do Brasil, em 2018 — Foto: Reprodução/TV Liberal Arthur Kahwage e a então namorada Zaiana Fonseca Teixeira foram indiciados por agredir uma mulher em festa após jogo do Brasil, em 2018 — Foto: Reprodução/TV Liberal

Arthur Kahwage e a então namorada Zaiana Fonseca Teixeira foram indiciados por agredir uma mulher em festa após jogo do Brasil, em 2018 — Foto: Reprodução/TV Liberal

A vítima relatou que estava com uma amiga quando uma mulher, com ciúmes do namorado, foi reclamar. Em seguida o rapaz já teria chegado cometendo a agressão. Com rosto inchado, ela foi socorrida por uma equipe médica e levada em uma ambulância para um hospital.

Um inquérito foi aberto para investigar o caso. A Polícia analisou imagens das câmeras de segurança e ouviu quatro testemunhas, além dos acusados e a vítima.

De acordo com a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), Arthur Kahwage responde a outros dois processos em que é acusado de crimes de difamação e estupro de vulnerável.

 

 

PUBLICIDADE

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE