Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

EUA ofereceram milhões de dólares para capitão de petroleiro iraniano que ficou detido em Gibraltar

Departamento de Estado americano confirmou oferta feita ao capitão do Adrian Darya 1, antes chamado de Grace 1. Pagamento seria para que ele levasse navio para país onde este pudesse ser confiscado; embarcação navega atualmente pelo Mediterrâneo orie

 
 -   /
/ /

Um alto funcionário americano ofereceu milhões de dólares ao capitão do petroleiro iraniano Adrian Darya 1 que supostamente seguia para a Síria, confirmou nesta quarta-feira à AFP o departamento americano de Estado.

O jornal britânico "The Financial Times" informou que Brian Hook, emissário dos Estados Unidos para o Irã, se comunicou por email com o capitão Akhilesh Kumar, de nacionalidade indiana, para lhe oferecer "milhões de dólares em dinheiro" caso desviasse o Adrian Darya 1 para um país onde pudesse ser confiscado.

"Vimos o artigo do 'Financial Times' e podemos confirmar que os detalhes são precisos", disse à AFP uma porta-voz do departamento de Estado, que confirmou contatos com vários capitães e companhias de navegação para advertir sobre as consequências de se apoiar organização terrorista.

Diante da aparente falta de resposta de Kumar, o departamento do Tesouro adotou na sexta-feira sanções contra o navio e seu capitão, que teve qualquer possível ativo nos Estados Unidos congelado.

O Adrian Darya 1 - anteriormente conhecido como Grace 1 - esteve arrestado durante seis semanas em Gibraltar, território britânico de ultramar, por suspeita de que sua carga de petróleo iraniano seria entregue na Síria, violando as sanções impostas pela União Europeia sobre o regime do presidente Bashar al Assad.

No dia 18 de agosto, Gibraltar liberou o navio, apesar dos protestos dos Estados Unidos, após receber por escrito garantias de que o petroleiro não aportaria em países sob sanção da União Europeia.

Desde então, o Adrian Daya 1 mantém um comportamento errático, navegando pelo Mediterrâneo oriental, próximo ao Líbano.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE