Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Bruna Marquezine celebra estreia como protagonista no cinema e cita '''desgaste físico''' em gravações

Projeto foi transformador e por isso mesmo árduo , afirmou a atriz, que protagoniza o longa Vou nadar até você de Klaus Mitteldorf.

 
 -   /
/ /

Bruna Marquezine, aos 24 anos de idade, já fez diversos trabalhos para a TV e algumas participações no cinema. Mas agora, a atriz faz sua estreia como protagonista de um longa. Estrela de “Vou nadar até você”, filme de Klaus Mitteldorf, Bruna compartilhou nas redes sociais um pouco sobre o projeto para os cinemas.

“Eu sempre senti (e acho que sempre sentirei) uma necessidade artística de fazer cinema. Quando Ophelia me encontrou (acredito que muitas vezes as personagens escolhem a gente e não o contrário) eu decidi que era o momento certo”.

“Tive a alegria de encontrar um diretor, uma equipe e grandes parceiros de cena que me deixaram livre pra descobrir e ser a minha Ophelia, sem limitações. E juntos criamos um universo único, delicado, mas potente, lúdico, mas consistente, palpável”.

Eu sempre senti (e acho que sempre sentirei) uma necessidade artística de fazer cinema. Quando Ophelia me encontrou (acredito que muitas vezes as personagens escolhem a gente e não o contrário) eu decidi que era o momento certo. Tive a alegria de encontrar um diretor, uma equipe e grandes parceiros de cena que me deixaram livre pra descobrir e ser a minha Ophelia, sem limitações. E juntos criamos um universo único, delicado mas potente, lúdico mas consistente, palpável. Esse projeto foi transformador e por isso mesmo árduo. Me desafiou em tantos lugares: do meu próprio processo de atuação, muito intuitivo, ao desgaste físico que é rodar um filme nadando por horas, nos horários mais distintos. Ophelia mergulha, literalmente, sem querer numa jornada de autoconhecimento, e eu fiz o mesmo. Ela fez com que eu me percebesse mais forte, mas também me apresentou pontos de fragilidade internos e sentimentos que eu ainda não tinha acessado. E isso, para um ator, é um presente. “Vou nadar até você” é um filme de sutilezas, de beleza estética única. É o resultado do trabalho de uma equipe com muita vontade de fazer arte. Agradeço imensamente a todos que caminharam e/ou nadaram do meu lado nessa aventura. Que bom que chegou a hora de compartilhar essa história e que grande honra fazê-lo no 47° Festival de Cinema de Gramado! VIVA #vounadaratevoce !

A atriz ainda citou algumas dificuldades do novo desafio profissional. “Esse projeto foi transformador e por isso mesmo árduo. Me desafiou em tantos lugares: do meu próprio processo de atuação, muito intuitivo, ao desgaste físico que é rodar um filme nadando por horas, nos horários mais distintos”.

“Ophelia mergulha, literalmente, sem querer numa jornada de autoconhecimento, e eu fiz o mesmo.”

“Ela fez com que eu me percebesse mais forte, mas também me apresentou pontos de fragilidade internos e sentimentos que eu ainda não tinha acessado. E isso, para um ator, é um presente”.

“Vou nadar até você” foi exibido no Festival de Gramado na noite desta segunda-feira (19) e na manhã desta terça-feira (19).

“É um filme de sutilezas, de beleza estética única. É o resultado do trabalho de uma equipe com muita vontade de fazer arte. Agradeço imensamente a todos que caminharam e/ou nadaram do meu lado nessa aventura”, elogia a atriz.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE