Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Pedras flutuantes farão parte da atração inaugural do Rock in Rio 2019

O espetáculo NAVE, no Velódromo do Rio, vai utilizar elementos como simulações de rochas flutuantes, projeções e efeitos sonoros e olfativos para criar experiência imersiva no festival.

 
 -   /
/ /

Alguém que, na tarde desta quinta-feira (18), andava desavisado pelo Velódromo do Parque Olímpico Rio de janeiro, na Barra da Tijuca, pode ter tomado um susto ou tido a impressão de que sofria de algum tipo de alucinação – afinal, uma gigantesca pedra flutuava sobre a área central da arena esportiva.

Não era o caso.

Tratava-se, na verdade, do primeiro teste de luz do espetáculo NAVE, atração inicial da próxima edição do Rock in Rio.

Formada por cinco grandes objetos infláveis conduzidos por drones que simulam grandes rochas cobertas por vegetação, a performance visual e sonora vai abrir o festival e funcionará no Velódromo durante todos os dias do evento, em sessões de 15 minutos.

Uma das cinco simulações de rochas flutuantes paira no Velódromo do Rio. — Foto: Carlos Brito Uma das cinco simulações de rochas flutuantes paira no Velódromo do Rio. — Foto: Carlos Brito

Uma das cinco simulações de rochas flutuantes paira no Velódromo do Rio. — Foto: Carlos Brito

Segundo os organizadores, a ideia é fazer com que as pedras que pairam no ar provoquem no público um efeito de suspensão do tempo.

Roberta Medina: "Queremos proporcionar uma experiência de imersão". — Foto: Carlos Brito Roberta Medina: "Queremos proporcionar uma experiência de imersão". — Foto: Carlos Brito

Roberta Medina: "Queremos proporcionar uma experiência de imersão". — Foto: Carlos Brito

"Queremos que a suspensão da gravidade simbolizada pelas pedras marque uma pausa no tempo do público. A imagem das rochas flutuando no espaço causa uma espécie de hipnose – e essa será uma oportunidade para olhar para dentro de si mesmo e também dos outros. Queremos oferecer a possibilidade de uma nova sincronia coletiva", disse a vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina.

A expectativa é que mais de 200 mil pessoas passem visitem a NAVE ao longo dos sete dias do festival.

Curador do espaço NAVE, Marcelo Dantas. — Foto: Carlos Brito Curador do espaço NAVE, Marcelo Dantas. — Foto: Carlos Brito

Curador do espaço NAVE, Marcelo Dantas. — Foto: Carlos Brito

"Vamos utilizar música, arte e tecnologia multimídia para surpreender o público e oferecer aos visitantes uma experiência imersiva e sensorial. Além das pedras que flutuam, serão utilizados recursos como projeções, cenografia física e virtual, além de efeitos sonoros e olfativos", explicou o curador do espaço e especialista em conteúdos multimídia, Marcello Dantas.

 

 

Mais Lidas em Variedades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE