Mundo

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Mundo

Justiça do Irã confirma detenção de professora franco-iraniana

Fariba Adelkhah é pesquisadora do Instituto de Estudos Políticos de Paris. Irã não reconhece a dupla cidadania e, geralmente, não concede acesso consular aos detentos com duas nacionalidades.

 

A Autoridade Judicial do Irã confirmou nesta terça-feira (16) a detenção da professora universitária franco-iraniana Fariba Adelkhah. O governo francês já tinha anunciado a prisão na segunda-feira.

Fariba Adelkhah é pesquisadora do Instituto de Estudos Políticos de Paris e doutora em Antropologia. Ela colabora com várias revistas científicas e é autora de vários textos sobre o Irã e o Afeganistão.

O Irã não reconhece a dupla cidadania e, geralmente, não concede acesso consular aos detentos com duas nacionalidades.

O porta-voz da Autoridade Judicial, Gholamhosein Esmaili, afirmou que Adelkhah está entre “os suspeitos detidos recentemente", mas não revelou mais detalhes.

"Dada a natureza do caso não é o momento para divulgar informações sobre o assunto. Com o avanço da investigação e o esclarecimento de outros aspectos do caso, divulgaremos informações de maneira mais transparente", disse Esmaili.

Na segunda, o ministério francês das Relações Exteriores divulgou um comunicado no qual pedia às autoridades iranianas explicações sobre a situação de Adelkhah e reiterava os pedidos de autorização para um acesso consular.

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE