Notícias

Notícias

Fechar
PUBLICIDADE

Notícias

Advogado diz que paraense de 71 anos preso em Portugal por tráfico de drogas será inocentado das acusações

Comerciante passou 50 dias detido após ser flagrado com mala que transportava 11 quilos de pasta base de cocaína. Segundo o Ministério Público português ''há indícios suficientes que provem a inocência do acusado''.

 
 -   /
/ /

O comerciante paraense José Pereira, de 71 anos, preso em Portugal suspeito de tráfico internacional de drogas, será inocentado das acusações pela Justiça portuguesa. De acordo com o advogado de José Pereira, Fabiano Lopes, o Ministério Público português reconheceu que "há indícios suficientes que provem a inocência do acusado".

"O processo vai seguir em Portugal, mas agora procurando o real dono da mercadoria. Mas, em relação ao senhor José Pereira, de acordo com o Ministério Publico: 'há indícios suficientes que provem a inocência de José Pereira'", afirmou Fabiano Lopes.

Após 50 dias detido em Lisboa, José Pereira chegou a Belém na noite de sábado (6) em Belém. O comerciante estava liberado da prisão desde a quarta-feira (3), quando teve o alvará de soltura expedido pela Justiça portuguesa. O flagrante aconteceu quando o idoso viajava para Europa com a esposa. A polícia encontrou uma mala azul, com 11 quilos de pasta base de cocaína que, segundo as autoridades, seria de José Pereira.

José Pereira, 71 anos, preso em Lisboa suspeito de tráfico de drogas é solto pela Justiça Portuguesa — Foto: Reprodução/Fantástico José Pereira, 71 anos, preso em Lisboa suspeito de tráfico de drogas é solto pela Justiça Portuguesa — Foto: Reprodução/Fantástico

José Pereira, 71 anos, preso em Lisboa suspeito de tráfico de drogas é solto pela Justiça Portuguesa — Foto: Reprodução/Fantástico

"Eu tinha medo, porque eu tinha ataque de nervos, começava a chorar. Eu tive medo de morrer lá dentro. Da hora que me prenderam no aeroporto até a hora em que eu saí, a sensação que eu tinha era horrível. Eu não tinha um segundo de alegria", relatou o comerciante.

A esposa de José, Valdirene Pereira, relata que foi furtada durante uma das visitas no presídio. Ela diz que perdeu a bolsa, celular e dinheiro. "Isso aconteceu dentro do presídio, no lugar onde você guarda os pertences pra fazer a visita. Eu deixei tudo em um armário, a minha bolsa, meu telefone, dinheiro. Todos os meus pertences. Eu entrei pra visitá-lo e quando eu retornei tinham roubado tudo", afirma Valdirene.

O caso

Brasileiro de 71 anos é acusado de tráfico internacional de drogas em Portugal

Brasileiro de 71 anos é acusado de tráfico internacional de drogas em Portugal

O caso aconteceu no dia 15 de maio. Em imagens cedidas pela polícia, o casal aparece desembarcando de um carro de aplicativo no dia 14 de maio. O vídeo mostra o momento em que o motorista tira duas malas escuras do bagageiro e deixa na calçada. Segundo a acusação, o empresário teria chegado a Portugal trazendo além das malas que aparecem no vídeo, uma terceira de cor azul onde estavam as drogas.

As malas não foram despachadas, pois o casal achava que eles estavam dentro das especificações para viajar na cabine do avião. Ao chegar a Fortaleza onde o casal trocou de avião, uma nova revista foi feita com o casal, onde nada foi encontrado. A esposa do comerciante contou que antes de embarcar para Lisboa uma funcionária da Gol chamou José pelo alto-falante e informou que ela precisava trocar a etiqueta da mala por conta de um problema.

Ao chegar no aeroporto de Lisboa, no momento em que estavam prontos para embarcar eles foram abordados por policiais que, segundo o casal, trouxeram uma mala diferente da que eles transportavam. Foi então que o homem foi detido por tráfico de drogas.

A esposa acompanha o caso. O casal contratou advogados no Brasil e em Portugal. Segundo a defesa, as imagens que provariam a mudança das etiquetas das malas feitas em Fortaleza ainda não foram divulgadas. Ainda segundo a defesa, todas as imagens foram disponibilizadas menos a que mostra a mudança das etiquetas.

A empresa que administra o aeroporto de Fortaleza afirmou, que as imagens foram disponibilizadas para a defesa do idoso. De acordo com a TAP, a mala seria transportada no transporte de bagagens da aeronave e posteriormente recolhida por um membro da tripulação conforme plano estabelecido com o acusado. Em nota, a TAP disse que por ser um caso em segredo de justiça não pode fazer comentários. A Polícia Federal investiga o caso no aeroporto de Fortaleza

 

 

PUBLICIDADE

Mais Lidas em Notícias

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE