Agroindústria

Agroindústria

Fechar
PUBLICIDADE

Agroindústria

Houthis do Iêmen dizem que atacaram aeroportos da Arábia Saudita com drones; ação deixou morto e feridos

Ofensiva é novo capítulo de guerra entre coalizão liderada pelos sauditas e rebeldes houthis no Iêmen.

 
 -   /
/ /

O movimento houthi, do Iêmen, disse que lançou neste domingo ataques com drones contra os aeroportos de Abha e Jizan, no sul da Arábia Saudita, de acordo com a emissora de TV do grupo, Al-Masirah.

Uma coalizão militar liderada pelos sauditas no Iêmen disse que os houthis, alinhados ao Irã, chamou de "terrorista" a ofensiva sobre o aeroporto de Abha. Segundo os apoiadores do regime iemenita, ao menos uma pessoa morreu, enquanto pelo menos sete ficaram feridas.

A emissora de televisão saudita Al Arabiya disse, citando um correspondente, afirmou que oito pessoas ficaram feridas após um ataque sobre o estacionamento do aeroporto de Abha. Mais tarde, o canal afirmou que um sírio morreu devido aos ferimentos no incidente.

O aeroporto de Abha já foi alvo de um míssil houthi neste mês. O local fica a cerca de 200 quilômetros ao norte da fronteira com o Iêmen e atende rotas domésticas e regionais. O ataque anterior havia deixado 26 feridos.

Guerra no Iêmen

Protestos contra o governo no Iêmen — Foto: Saleh Al-OBEIDI / AFP Protestos contra o governo no Iêmen — Foto: Saleh Al-OBEIDI / AFP

Protestos contra o governo no Iêmen — Foto: Saleh Al-OBEIDI / AFP

Uma coalizão muçulmana sunita liderada pela Arábia Saudita e pelos Emirados Árabes Unidos com apoio do Ocidente interveio no Iêmen em 2015 para tentar restaurar um governo reconhecido internacionalmente que foi retirado do poder pelos houthis no final de 2014.

Os houthis, alinhados ao Irã, têm aumentado os ataques com drones e mísseis sobre cidades sauditas ao longo do último mês, em meio a uma crescente tensão entre o Irã e países do Golfo Árabe aliados aos Estados Unidos.

  • Entenda a crise humanitária no Iêmen

Riad acusou o Irã de fornecer armas aos Houthis para um ataque realizado em 13 de junho sobre o aeroporto de Abha. Teerã e os Houthis negaram as acusações de que o Irã teria fornecido mísseis e drones.

 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE