Variedades

Variedades

Fechar
PUBLICIDADE

Variedades

Fernanda Lima celebra Troféu APCA para '''Amor e Sexo''': '''É um prêmio de todos'''

Fernanda Gentil também comemorou conquista na premiação. Com certeza tem muito da cobertura da Copa da Rússia nesse prêmio . Confira lista de vencedores.

 
 -   /
/ /

A Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) premiou, na noite desta segunda-feira (17), os vencedores de mais uma edição de seu prêmio anual. A entidade entregou os troféus para as melhores de 2018 nas categorias Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.

A 62ª edição do Troféu APCA aconteceu no Teatro Sérgio Cardoso, em São Paulo, e contou com a apresentação dos atores Fabiana Gugli e Edson Montenegro.

Fernanda Lima celebrou a vitória de “Amor e Sexo” na categoria Melhor Programa de TV.

“Estou muito feliz de receber hoje o prêmio de Melhor Programa de TV da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) pelo “Amor e Sexo”. Nosso programa é feito por muitas mãos, olhares e vozes. Por isso, este é um prêmio de todos. Da equipe, dos convidados e de quem nos acompanha. O "Amor e Sexo” é um programa de entretenimento e também político, porque não hesitamos em nos posicionar contra qualquer forma de preconceito. Acreditamos que, só assim, teremos um mundo socialmente justo”, escreveu a apresentadora em seu Instagram.

Fernanda Gentil, que venceu a categoria Melhor Profissional de Esportes, também comemorou a conquista com um post em sua rede social.

"Com certeza tem muito da cobertura da Copa da Rússia nesse prêmio, e eu queria dizer que nada do que fiz lá foi sozinha. Então ele é também da equipe inteira que morou num país distante, diferente e dono de uma cultura quase que oposta à nossa. Por 50 dias eu vi aqueles câmeras, operadores, editores, produtores, e tantos mais profissionais se entregarem à cobertura e darem o jeito deles para driblarem a saudade de casa. Não era raro vê-los em alguma ligação de vídeo falando com esposas e filhos. Não era difícil ver alguém chorando. Mas foi impossível ver sequer um desistindo. Então divido esse troféu com t-o-d-o-s vocês que, além disso tudo, ainda fizeram a gentileza e tiveram e generosidade de cuidar de tudo para que eu entrasse no ar diariamente", escreveu Fernanda.

Voltando pro hotel feliz demaaaaaais com o meu troféu da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) como Melhor Profissional de Esportes da TV em 2018! Com certeza tem muito da cobertura da Copa da Rússia nesse prêmio, e eu queria dizer que nada do que fiz lá foi sozinha. Então ele é também da equipe inteira que morou num país distante, diferente e dono de uma cultura quase que oposta à nossa. Por 50 dias eu vi aqueles câmeras, operadores, editores, produtores, e tantos mais profissionais se entregarem à cobertura e darem o jeito deles para driblarem a saudade de casa. Não era raro vê-los em alguma ligação de vídeo falando com esposas e filhos. Não era difícil ver alguém chorando. Mas foi impossível ver sequer um desistindo. Então divido esse troféu com t-o-d-o-s vocês que, além disso tudo, ainda fizeram a gentileza e tiveram e generosidade de cuidar de tudo para que eu entrasse no ar diariamente. E eu só entrei segura, confiante, e em paz porque em casa - a quilômetros de distância daquele estúdio - tinha alguém me incentivando, apoiando e se orgulhando de mim. Me dando segurança e tranquilidade. Torcendo, dividindo, e me matando de saudade. Aliás, meu amor, eu só te perdoei por me matar de saudade porque você levou pingús e Mamy pra mim na Rússia. E eu só me perdoo por ter passado tantos dias longe de você porque eu sei quantas vidas juntas ainda vamos ter. Obrigada por tudo. Eu te amo muito!

Confira lista completa de vencedores da 62ª edição do Troféu APCA:

ARQUITETURA

  • Contribuição à Cultura Brasileira: Brasil Arquitetura
  • Obra de Arquitetura no Brasil: Universidade Federal do ABC (UFABC) – Cláudio Libeskind e Sandra Llovet
  • Obra de Arquitetura no Exterior: Capela para o Vaticano/ Bienal de Arquitetura de Veneza – Carla Juaçaba
  • Pesquisa e Difusão: "Vkhutemas: O futuro em construção (1918 – 2018)" – Celso Lima e Neide Jallageas (curadoria), Goma Oficina (pesquisa e produção)/ Sesc Pompeia
  • Urbanidade: "BR Cidades" – Ermínia Maricato, Karina Leitão, Paolo Colosso, Carina Serra, João Sette Whitaker, Margaterh Uemura, Lizete Rubano e Celso Carvalho.
  • Inovação Tecnológica: "Minimod – Mapa" (Luciano Andrades, Matías Carballal, Rochelle Castro, Andrés Gobba, Mauricio López, Silvio Machado)
  • Homenagem pelo Conjunto da Obra: Rosa Grena Kliass

Votaram: Abilio Guerra, Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Luiz Recaman, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira de Camargo, Nadia Somekh, Renato Anelli.

ARTES VISUAIS

  • Grande Prêmio da Crítica: Histórias Afro-Atlânticas - Instituto Tomie Ohtake / MASP - Museu de Arte de São Paulo
  • Exposição Internacional: Raízes AI WEI WEI
  • Exposição Nacional: Oito Décadas de Abstração Informal Museu de Arte Moderna – MAM –
  • Fotografia: Irving Penn : Centenário IMS – Instituto Moreira Salles
  • Retrospectiva: Toyota – Museu de Arte Brasileira - FAAP
  • Arte e Reflexão: AI-5 50 anos ainda não terminou de acabar - Instituto Tomie Ohtake
  • Recorte da Contemporaneidade: Mulheres Radicais Arte Latino Americana 1960-1985 Pinacoteca do Estado

Votaram: Dalva de Abrantes, João J. Spinelli, José Henrique Fabre Rolim, Ricardo Nicola, Silvia Balady, Luiz Ernesto Kawall, Antonio Zago, Bob Sousa.

CINEMA

  • Filme: "Arábia", de Affonso Uchoa e João Dumans
  • Diretor: Caroline Leone - "Pela Janela"
  • Roteiro: Karine Teles e Gustavo Pizzi - "Benzinho"
  • Elenco: Prêmio Interpretação Coletiva para "Paraíso Perdido", de Monique Gardenberg
  • Documentário: "Piripkura", de Mariana Oliva, Renata Terra, Bruno Jorge
  • Fotografia: Glauco Firpo - "Tinta Bruta"
  • Prêmio especial do Juri: "Antes do Fim", de Cristiano Burlan

Votaram: Flavia Guerra, Luiz Carlos Merten, Orlando Margarido e Walter Cezar Addeo

DANÇA

  • Espetáculo/Estreia: “Melhor Único Dia”, Henrique Rodovalho para a São Paulo Companhia de Dança
  • Espetáculo / Não Estreia: “Oroboro”, Projeto Mov_oLA
  • Coreografia/Criação: “Subterrâneo”, direção e coreografia de Rubens Oliveira para o grupo Gumboot Dance Brasil
  • Interpretação: Leandro de Souza, por “Sismos e Volts”
  • Prêmio Técnico: Vivien Buckup, professora de dramaturgia de “O Lago dos Cisnes”, da São Paulo Companhia de Dança
  • Projeto/Programa/Difusão/Memória: 11º Festival Contemporâneo de Dança de São Paulo
  • Grande Prêmio da Crítica : João Carlos Couto (Janjão), por sua atuação em prol da difusão da dança no cenário paulista, coroada em 2018 pela 15ª Temporada de Dança do Teatro Alfa

Votaram: Amanda Queirós, Henrique Rochelle, Iara Biderman, Renata Xavier, Yáskara Manzini.

LITERATURA

  • Romance / Novela: "Entre as mãos" (Record), de Juliana Leite;
  • Contos / Crônicas: "Reserva natural" (Companhia das Letras), de Rodrigo Lacerda;
  • Poesia: "Nenhum mistério" (Companhia das Letras), de Paulo Henriques Britto;
  • Tradução: "Sobre isto" (34), de Vladímir Maiakóvski, por Letícia Mei;
  • Ensaio / Teoria / Crítica Literária: "Percursos da poesia brasileira" (Autêntica), Antonio Carlos Secchin;
  • Biografia / Autobiografia / Memória: "Juca Paranhos, o Barão do Rio Branco" (Companhia das Letras), de Luís Cláudio Villafañe G. Santos;
  • Infantil / Juvenil / Quadrinhos: "Eles estão por aí" (Todavia), Bianca Pinheiro e Greg Stella;
  • Grande Prêmio da Crítica: Nova edição de "Registro de uma vivência" (34 / Edições Sesc), autobiografia de Lucio Costa, com textos, cartas, croquis, desenhos e fotos do arquiteto modernista fundador do Iphan.

Votaram: Ubiratan Brasil, Gabriel Kwak, Felipe Franco Munhoz e Amilton Pinheiro

MÚSICA POPULAR

  • Grande Prêmio da Crítica: Gilberto Gil
  • In Memoriam: Carlos Eduardo Miranda
  • Artista do Ano: Marcelo D2
  • Melhor Álbum: Luiza Lian – "Azul Moderno"
  • Melhor Show: Racionais MCs
  • Revelação: Duda Beat
  • Projeto Especial: Casa de Francisca
  • Capa: Karol Conka - "Ambulante"

Votaram: Alexandre Matias, Fabio Siqueira (abstendo-se de votar nas categorias Artista do Ano e In Memoriam), José Norberto Flesch, Lucas Brêda, Marcelo Costa, Roberta Martinelli e Tellé Cardim

RÁDIO

  • Grande Prêmio da Crítica: Pra Cima Deles – programa semanal especial da Jovem Pan News, sobre as eleições 2018
  • Prêmio Especial do Júri: Grupo Bandeirantes de Rádio, pela cobertura da Copa do Mundo da Rússia 2018
  • Produção (Musical): Sergio Sagitta – Sons do Brasil (USP FM)
  • Produção (entretenimento): Dani Taranha / PH Dragani – Dois da Tarde (89 FM)
  • Apresentador (entretenimento): Fábio Malavoglia – Rádio Metrópolis (Cultura FM)
  • Apresentador (Musical): Guaracy Jr. – Brasil Viola Atual (Rádio Brasil Atual)
  • Homenagem especial: Salomão Esper – Rádio Bandeirantes

Votaram: Fausto Silva Neto, Marcelo Abud, Marco Antonio Ribeiro.

TEATRO

  • Grande Prêmio da Crítica: Sérgio Mamberti pela trajetória no teatro
  • Espetáculo: "Um Panorama Visto da Ponte" e "Pi – Panorâmica Insana"
  • Direção: Naruna Costa ("Buraquinhos – ou o Vento É Inimigo do Picumã")
  • Dramaturgia: Vinicius Calderoni ("Elza")
  • Ator: Maurício de Barros ("Pousada Refúgio")
  • Atriz: Amanda Acosta ("Bibi – Uma Vida em Musical")
  • Prêmio Especial: 70 anos de fundação do Teatro Brasileiro de Comédia – TBC, em memória de Franco Zampari e os 70 anos de fundação da Escola de Arte Dramática – EAD, em memória de Alfredo Mesquista

Votaram: Aguinaldo Cristofani Ribeiro da Cunha (votou somente o Prêmio Especial e o Grande Prêmio da Crítica), Celso Curi, Edgar Olimpio de Souza, Evaristo Martins de Azevedo, Gabriela Mellão, José Cetra Filho, Kyra Piscitelli, Marcio Aquiles e Miguel Arcanjo Prado.

TEATRO INFANTOJUVENIL

  • Grande Prêmio da Crítica: Cia. Paideia, pela realização de dois espetáculos com temas urgentes e necessários: "Vamos para a Escola?", sobre os rumos tomados pela educação no Brasil, e "Pedro e Quim", que muito bem explorou o conceito de diversidade étnica, assim como bullying, tolerância e respeito
  • Melhor Espetáculo de Rua: "Água Doce", da Cia. Da Tribo
  • Melhor Espetáculo de animação: "Que Monstro te Mordeu?", texto e direção de Carla Candiotto, produção Sesi-SP
  • Melhor Espetáculo Musical: "Bento Batuca", uma realização da Oficina de Alegria
  • Melhor Espetáculo de Texto Original: "Mary e os Monstros Marinhos", de Cia. Delas e Rhena de Faria
  • Melhor Espetáculo de Texto Adaptado: "É Tudo Família", do grupo Catarsis
  • Melhor Espetáculo Para Público Jovem: "Dois a Duas", de Maria Fernanda Batalha, direção de Erica Montanheiro e Mariá Guedes

Votaram: Beatriz Rosenberg, Dib Carneiro Neto, Gabriela Romeu e Mônica Rodrigues da Costa

TELEVISÃO

  • Dramaturgia: "Onde Nascem os Fortes" – De George Moura e Sérgio Goldenberg – TV Globo
  • Programa: "Amor e Sexo" – Com Fernanda Lima - TV Globo
  • Direção: Amora Mautner – "Assédio" – Globoplay
  • Humor: Marcelo Adnet – "Paródias dos candidatos" – eleições – Grupo Globo
  • Atriz: Marjorie Estiano – "Sob Pressão" – Conspiração/TV Globo
  • Ator: Fabio Assunção – "Onde Nascem os Fortes" – TV Globo
  • Esportes: Fernanda Gentil – TV Globo

Votaram: Cristina Padiglione, Edianez Parente, Fabio Maksymczuk, Flávio Ricco, Leão Lobo, Neuber Fischer, Nilson Xavier e Paulo Gustavo Pereira.

Estou muito feliz de receber hoje o prêmio de Melhor Programa de TV da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) pelo “Amor e Sexo”. Nosso programa é feito por muitas mãos, olhares e vozes. Por isso, este é um prêmio de todos. Da equipe, dos convidados e de quem nos acompanha. O "Amor e Sexo” é um programa de entretenimento e também político, porque não hesitamos em nos posicionar contra qualquer forma de preconceito. Acreditamos que, só assim, teremos um mundo socialmente justo. ?? Foto: @cristiano_0901 | @suasoft #fernandalima @antonioamancio @redeglobo @amoresexo

 

 

PUBLICIDADE

Curiosidades

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE